1 de nov de 2011

20 dias 20 posts - 14: quero adotar uma criança chinesa

E a notícia que bombou ontem, muita mais do que o “deselegante” tumulto ao vivo no Jornal Hoje, foi que o mundo atingiu a marca de 7 bilhões de habitantes. SETE BILHÕES.

Não sei ao certo se as outras pessoas ficaram felizes com isso, ou impressionados, ou o que vocês acharam. Eu fiquei com medo. Eu fiquei triste. Eu não gostei disso. Afinal de contas, as pessoas estão vivendo cada vez mais. E tem mais gente nascendo. A população cresce. E o mundinho que a gente vive permanece o mesmo. Com os mesmos recursos – ou melhor, com cada vez menos recursos.

E a previsão é que o mundo atinja os 8 bilhões de habitantes lá em 2025. Se você for pensar, não é tão longe assim. São 14 anos, gente. Só 14 anos.

Isso é assustador, não só porque o mundo vai estar assim tão cheio, mas porque eu vou ter 36 anos. UAHUHEUAHUE SÉRIO! Se eu já sofro na contagem lenta dos meus 20 e poucos, o que dirá ter passado dos 30? E estar na zona nos 40? Será que eu já vou ter viajado o mundo? Será que eu já não vou mais ser uma estagiária? Será que eu vou ter um cachorro? Será que eu vou estar casada?

De todas as coisas incertas do futuro, uma vontade: adotar uma criança. Gente, isso faz todo o sentido. O mundo tem pessoas demais. Antes que alguém venha dizer alguma coisa, é claro que eu sonho em ter meus próprios filhos, mas adotar é a atitude mais sensata EVER! Angelina, beijo pra você! E eu queria adotar uma menininha chinesa. “Mas Nicole, com tanta criança brasileira pra adotar, por que você escolheu justo uma chinesa?” – vocês se indignam. Mas gente, pensem comigo: como vocês sabem, lá na China os casais tem um filho só – e as meninas não são assim tão festejadas. Eles querem meninos para trabalhar e tal. Isso é triste. Já pensou você nascer e a sua família não comemorar a sua chegada? Nenhuma criança merece isso.

Daí eu queria ter pra mim uma criancinha chinesa, pra amar e encher de carinho e vestir ela de coisas e andar de bicicleta e fazer cosquinha e apertar e cantar pra ela dormir no meio da noite e ensinar ela sobre amor e literatura e Harry Potter e esmaltes e zumbis.

Só que o processo de adoção é fácil quando você é rico. Imagina uma Zé ninguém tipo eu adotando? E tudo complica ainda mais, porque eu queria uma criança beeeeeeeeem pequena, pra ela crescer já na cultura ocidental. Barbada? Acho que não. Mas quem sabe daqui a 14 anos as coisas tenham mudado? Vamos ver, vamos ver.

O que vocês acham? É legal esse negócio dos 7 bilhões? Dá medo? O mundo acaba em 2012 e nem precisamos nos preocupar com isso? E se não acabar, será que eu seria uma boa mãe? Aliás, vocês conhecem brasileiros que adotaram crianças chinesas? TELL ME!

_________

- Pai, o que tu acha de eu adotar uma menina oriental daqui uns anos?

- Arigatô.

5 comentários:

  1. Olha, tenho medo não, e acho que o mundo não vai acabar, só pra você poder chegar na sua crise de 36, mas poder ser uma mãesona e adotar uma baby chinesa só pra contar pra gente tudo, e quem sabe até lá você já é uma jornalista famosa e rica pra facilitar no processo de adoção- hehehe. Não sabia dessa história de preferirem meninos na China, qualquer coisa eu adoto uma também, porque são umas fofuras, e até 2025 já estarei com 31 anos, isso sim dá medo de pensar hahaha.
    Ah, as participações do seu pai tem sido bem legal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Acho uma graça esses teus diálogos com seu pai... rsrs
    Adotar uma criança é uma atitude louvável, não é todo mundo que se dispõe a isso não, admiro sua vontade, eu, particularmente, não sei se adotaria, não sei nem se teria filhos próprios, é um caso pra se pensar muito, viu???
    Mas não pense que não gosto de crianças, AMO crianças, adoro te-las por perto, não sei é se eu daria conta do recado, criar uma criança é muito caro, tenho que trabalhar muito ainda... rsrs
    A chinesinha da foto é muito linda, olhando pra essa carinha dá vontade de mudar de opinião completamente e adotá-la tb...
    Kisses again...

    ResponderExcluir
  3. Eu quero adotar uma criança tbm daqui a algums anos, vendo que ainda tenho 22 anos, então dq a uns 3 quem sabe.. rsrsrs .. Mas queria muito tbm adotar uma criança Chinesa,jah ate perquisei algo sobre adotar uma criança na China, mas é quase impossivel, como vc disse se eu fosse rica neeh seria ate mais fácil rsrs.. Eu queria adotar uma menininha na China pelos mesmos motivos que o seu, os orfanatos na china são cheios de meninas i muito precários tbm.

    ResponderExcluir
  4. achei lindoo tu querer adotar uma criança chinesa, eu quero muuito. pessoas adotam crianças aqui no Brasil ilegalmente que tem familias que as amam, tiram de seus lares, pra que ? na china as meninas nascem - se n são abortadas é claro - são jogadas no meio da rua, se n morrem de fome são levadas pra orfanatos horriveis, são maltratadas até terem mais idade, ai são prostituidas ou escravisadas, trabalha quase 24 horas por dia em fabricas de grandes empresas de calçado e tudo mais, n levantam nem para ir ao banheiro que ja é onde estão sentadas, em condiçoes insalubres. até morrerem jovens e sem ter vivido a vida :/ é muito triste e infelizmente n posso mudar isso, mas posso fazer a minha parte e quero muuuuito, quando tiver idade, pq la tem que ter mais de 30 anos e um monte de regras pra adotar, adotar uma meninca linda de olhos puxados :D

    ResponderExcluir
  5. Vc é jornalista mesmo? :0
    Apesar do crescimento populacional acentuado, os recursos podem ser criados e extraídos em maior número e qualidade graças ao avanço tecnológico!Essa teoria malthusiana já está meio caidinha....
    Talvez, quando vc ficar mais experiente, entenda melhor esses conceitos!!!!

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?