30 de out de 2010

essa semana eu fui assim

Existem aí pela web uns 4 ziguilhões de blogs de meninas que mostram diariamente os seus looks. Tipo, que tiram fotos da roupa que estão usando e escrevem a marca de todas as peças e tudo mais. Acho que a finalidade é mostrar o seu closet variado e meio que servir de inspiração para as outras meninas. Sei lá. Acho que o pioneiro (e também mais famoso) blog desse tipo é o Hoje Vou Assim. Também não tenho muita certeza sobre isso.

Tá. Fiz essa pequena introdução para avisar que daqui para frente vou parar de escrever no meu blog e vou apenas colocar fotos das roupas que eu estiver usando, para que todo mundo se inspire no meu fascinante estilo, já que é o que anda bombando aí na Internet. Ok, que mentira.

É claro que eu jamais faria isso, principalmente porque eu não sou uma pessoa cheia de estilo. Na verdade, eu sou básica, muito básica. Sapatilhas e jeans são praticamente um uniforme para mim. E eu vou provar isso.

Em todas as manhãs dessa semana que passou, tirei uma foto minha antes de sair para o trabalho. É, sim, eu fiz isso. Até porque na minha pesquisa (hey, você já respondeu ela?) muitas pessoas falaram que por aqui deveria ter mais fotos minhas. E às vezes eu preciso pôr a cara aqui, não é?

Então taí (clique para ampliar):

Observe que eu compro roupas na Renner e na C&A. Eu sou do povão, minha gente! E veja que eu estou com uma cara de "ops, acordei faz pouco tempo". E veja também que eu não uso salto alto. Gente, não sei se vocês sabem, mas eu tenho mais de 1,70 de altura. Me sinto GIGANTE de salto. E sapatilhas e Allstar são TÃO mais confortáveis... E sim, eu gosto de camisetas estampadas.

Enfim, espero que esse post mulherzinha tenha lhe servido de inspiração de alguma maneira. Nem que seja no quesito "como fazer uma montagem de fotos no PAINT", porque foi justamente o que eu fiz. Rá!

Mas, aproveitando, me conta aí: qual foi o seu look favorito? :D hahahaha Um beijo!

Ahhhhhhh! Pra quem queria ver o meu vídeo dançando Single Ladies, é só clicar aqui. Medo.

25 de out de 2010

quando eu bebo eu danço

Quando eu bebo, muitas coisas podem acontecer. Às vezes eu resolvo que sei contar piadas e falo muitas besteiras. Outras vezes eu fico bem quieta e observadora. Em outras vezes eu faço apostas. E em outras eu decido que sou uma pessoa extremamente talentosa e artística. E é justamente nessas vezes que eu resolvo que sei tocar violão, dançar macarena, criar poesias. Lembra do meu vídeo tocando Brasileirinho? Pois é.

Esses dias, depois de algumas bebidinhas, resolvi mostrar que sou uma exímia dançarina. Nada melhor do que fazer isso ao som de Justin Bieber, não é mesmo? Cara, eu detesto o Justin Bieber! Mas devo confessar: Baby é tão viciante! Hahahahaha Shame on me.

Veja que pérola:


E aí? Eu mando muito bem na dança, não é? Pode falar! Rá!

Considerações: o garoto da camiseta escrito FÉRIAS é o meu irmão. Note a semelhança – e a sincronia na dança! A menina loira é a Dora, e o menino que passa por ali é o Dief. A Pri estava filmando. Não sei por onde andava o Gustavo.

Naquela mesma noite, gravamos um vídeo dançando Single Ladies. Se esse post chegar a 20 comentários eu posto ele aqui. Feito?

Até a próxima! Talvez no próximo post eu conte sobre minhas duas tatuagens novas! :) Beijo!

18 de out de 2010

filmes que me deixam frustrada

Na minha opinião, todos os filmes deveriam ter um final feliz. Ou pelo menos um final otimista. Não tem nada que me deixa mais frustrada do que um filme que termina e o personagem principal se dá mal ou continua na mesma ou coisa assim.

Se você não gosta de saber finais de filmes, pare de ler esse post imediatamente. Continuou? Beleza, vamos lá.

Assisti esses dias do filme Amor Sem Escalas, com o George Clooney. Ele tem um emprego estranho: é contratado para demitir pessoas. E viaja de um lugar para o outro para isso. E o que ele gosta é de viajar, mas ele descobre que tem uma vida vazia. Nem das irmãs ele é muito íntimo. Daí ele conhece uma mulher lá, e eles se envolvem. Ah, ele tem uma colega de trabalho tri jovem também, que eu acho que é a atriz que é a amiga da Bella no Crepúsculo, mas eu não tenho certeza. Seja lá quem for, essa colega meio que dá a real pra ele, falando da vidinha de merda dele e tudo mais. Daí ele decide ir atrás dessa mulher com quem ele se envolve. Daí quando você pensa que finalmente a vida dele vai mudar, e você até se senta direito no sofá e tals, ele chega na casa dela lá em Chicago e descobre que ela tem um marido e filhos. Tá, daí vai e vai e tals. Não sei resumir filmes, desculpa aí. Enfim. No final de tudo ele continua com a mesma vida fodida que ele tem! Tipo, do que adiantou tudo?

A mesma coisa naquele filme que eles se divorciam mas ninguém quer sair da casa e eles dividem ela ao meio. Como é o nome do filme? Tem a Jeniffer Aniston, eu acho. Bom, não importa. Eles se divorciam e no final você meio que espera que eles voltem a ficar juntos. Mas eles não ficam. Eles passam um pelo outro na rua e cada um vai para o seu lado.

Tipo, eu sei que na vida nem sempre as coisas ficam 100% e tals, mas nos filmes deviam ficar, porra! Isso me deixa frustrada. A gente já se mata na academia e espera um monte para ver um resultado. Quebra a cara em relacionamentos que são uma piada. Anda em ônibus cheio, tem domingos chuvosos, bate o dedinho do pé no sofá. Já chega de tragédia nessa vida, gente! Custa os filmes terminarem de forma positiva?

Lanço a campanha: queremos filmes com finais felizes. Vocês me apoiam nessa? :o)
______

Ah! Você já respondeu a minha pesquisa? Só vou divulgar os resultados quando ela chegar a um número razoável. Esse blog aqui tem uma média de 100 acessos diários, o que não é muito, visto que tem blogs por ai que tem ziguilhões de acessos, mas também não é tão pouco assim não, hein? De qualquer maneira, já tive 56 respostas lá no questionário. Então, com mais umas 27, já fico contente. Portanto, clica aqui e responde DJÁ!
Beijo!

12 de out de 2010

sou mandona?

Eu sou uma pessoa que não gosta de pés. Não gosto de olhar para os pés das pessoas, não gosto de encostar nos pés das pessoas, não gosto que elas encostem os pés em mim. Não gosto, assim como não gosto de gente que se acha ou de gente que escuta música eletrônica no carro só porque é modinha.

Mas é justamente sobre pés que eu vou falar hoje. Sobre os meus pés.

Eu tenho uma foto deles aqui no post. Se você é como eu e não gosta de pés, peço que seja rápido e corra a barra de rolagem para baixo, de modo que você não precise ver a foto. Caso contrário, olha ali.

Ignore o pedaço do meu pijama rosa de macacos que aparece e atenha-se ao fato de que eu tenho o dedo do lado do dedão maior que o dedão. O segundo dedo.

Certa vez uma podóloga me disse que mulheres que tem os pés assim como eu tendem a ser super determinadas e, bem... mandonas. Poxa vida! Sim, eu sou bem determinada. Beeeeeem determinada. Mas mandona? Hmmm... Talvez eu peça para as pessoas fazerem as coisas para mim às vezes, mas é sempre com jeitinho. É sempre pedindo “por favor”.

E, de mais a mais, daonde é que eles tiram essas coisas? Tipo, pessoas que têm o dedo maior que o dedão são mandonas. Pessoas que têm a testa alta são inteligentes. Pessoas que têm as gengivas grandes demais são, sei lá, sem amigos. Pessoas que usam crocs são legais (rá, isso sim é mito né? Hahahahahaha, desculpa, eu não podia perder a oportunidade). Essas coisas são total inventadas! Como é que o tamanho dos meus dedos vai determinar a minha personalidade? Freak!

Vamos descobrir então. Agora, se você é menina: olhe os seus pés e me diga: você também tem os dedos assim? E é mandona? Ou não tem os pés assim e é mandona de qualquer maneira? E se você é menino: você também tem dedos assim? Ah, e outra: você tem problemas com meninas que tem o dedo do lado do dedão maior que o dedão? Tipo: “Não vou sair com essa guria. Ela é muito legal e tudo mais, mas, cara, ela tem o segundo dedo maior que o dedão! Jesus!”. Hm, ok, eu acho que não, hein?

Enfim, até a próxima, babies!

5 de out de 2010

da série "meus amigos são demais"

Recado que recebi no Orkut, da querida Mari Cury:

p.s.: adorei o último post, sério mesmo. já te disse que um dia vai ser muito famosa pelo blog né e aí eu vou dizer : ''eu te disse'' e tu vai dividir todos os teus lucros comigo (:

Tem como não amar?

2 de out de 2010

as coisas boas da vida

Sabe? Às vezes a vida é uma baita bandida e nem tudo é um mar de rosas.

Tipo. Às vezes você acorda com tantas espinhas no rosto que nem o seu primer novo e a sua base com proteção solar dão conta do recado. Ou o seu time anda perdendo muito, você não sabe o que vai ser quando crescer, o cara da academia disse para você não comer mais carboidratos de noite, alguém está doente na sua família, você odeia o seu trabalho, suas orelhas não são parelhas, seus amigos andam usando crocs, você está sem dinheiro no final de semana, etc. Tem sempre alguma coisa para aborrecer a gente, não tem?

Pois é justamente nessas horas, quando nada parece estar certo, que você deve fazer como eu: pensar nas coisas boas da vida! “Mas o que são as coisas boas da vida, Nicole?”, vocês perguntam. Oras. São as coisas mais simples.

Um comentário legal no blog. Um sms de um amigo te convidando para sair. Uma cerveja gelada com os seus amigos, em um sábado de noite. Dançar até ficar com dor nas pernas. Pizza de lombo com catupiry da Sadia (ainda escrevo um post apenas sobre ela – me cobrem isso, please!). Alguém elogiar o seu batom novo/sua letra/seu cabelo/alguma coisa – elogios são tudo de bom! Ver que você saiu realmente bem em uma foto. Receber um e-mail inesperado (mas bom, né?).

Ou ainda encontrar alguém que você não via há muito tempo. Ou fazer xixi bem quando você estava precisando. Ler um livro tão bom que você até fica com saudades dos personagens quando termina. Brincar com um cachorro e ver que para ele você é a pessoa mais legal que existe. Ganhar um chocolate. Passar um tempão conversando com alguém. Se apaixonar por uma roupa e ver que ela custa pouco – e que fica maravilhosa em você. Rir até ficar com dor nos cantos da boca. Acessar o Blogando com Nicole e ver que tem post novo lá. Rá! =)

Enfim. Deixe para lá aquelas coisas que doem o seu coração e aproveite o que é bom de verdade!Você sabe do que eu estou falando, não é? Então... carpe diem! =D

Ah! Por falar em coisas boas... Gente! Simplesmente AMEI as respostas do questionário do último post. Vocês falaram cada coisa legal lá... Hey! Se você ainda não respondeu, ainda tem chance – clica aqui, vai?

No próximo post, provavelmente, farei um apanhado geral do resultado. ;D Mas pelo que eu já pude ler lá, preciso postar com mais frequência. E definitivamente preciso de um layout melhor. Shame on me, people. Um dia isso vai ser resolvido.

Ah, uma pergunta: vocês se importariam se eu colocasse uma foto do MEU PÉ aqui no blog? Tenho uma séria ponderação a respeito dele para fazer...

É isso. Até a próxima!