25 de fev de 2009

macho man

Se eu fosse homem por um dia, seria uma espécie de Glória Pires no corpo de Tony Ramos (já viu "Se eu fosse você"?): compreensível, educado, gentil. Eu mostraria que um homem não precisa ser um selvagem sem coração. Faria xixi de pé (que sonho!) mas abaixaria a tampa da privada. Jogaria aquele futebolzinho com meus amigos homens mas não me jogaria todo suado no sofá, ao chegar em casa. Não sairia me coçando por aí ou jogando xavecos baratos para todas as mulheres na rua. Estaria sempre todo lindo, perfumado, penteado. De repente até andaria sem camisa pra ver a sensação: mas na praia. E sem sunga branca! Pensando bem, talvez com esse meu estilinho todo eu fosse meio gay. Ahh, mas nos dias de hoje, isso não teria problema. :D

Tudo de Blog - Se eu fosse homem por um dia, eu...
__________________

Galeeera, fiz um blog novo. Nesse que vos escrevo, conto minhas peripécias e opiniões sobre assuntos aleatórios. Já no outro, o novo, o assunto é livros. Como eu trabalho com isso e tenho paixão, nada melhor do que um blog dedicado! Então, visita lá! www.miniditos.blogspot.com
Ele ainda não tá totalmente pronto, tenho alguns ajustes para fazer, mas já tem UM post! Mazáa! :D

8 de fev de 2009

engolindo os sapos com nobreza

Eu sou do tipo que engole sapo e leva desaforo pra casa. Levo ele, deixo quietinho, um dia ele passa. Nem rancor eu guardo! É claro que são situações e situações. Respeito as opiniões alheias, escuto críticas e sei levar numa boa. Mas há coisas que não, eu não tolero.
Meu vizinho do andar de cima escuta Paramore à meia-noite, todo santo dia? Não, eu não posso deixar isso assim. ("Pô, Paramore? Toca Escoladuz então, peeer favore!). Minha faculdade tentou me cobrar 50% a mais no meu curso de inglês, sem explicação alguma? Não aqui, paraguaio. É em situações assim que eu ergo as mangas, saio do salto e vou pra guerra. Eu não deixo de dar a minha opinião sobre qualquer assunto, mas não preciso me exaltar tentando provar que o que eu penso é o certo.
Brigar, xingar e não levar desaforo pra casa só serve para você ficar com fama de barraqueiro-pavio-curto. Pra que perder tempo tentando provar para os outros que você tem a razão? Para que comprar uma briga que poderia ser evitada?
Precisamos aprender a sermos criticados, aceitar algumas situaçõs, escutar o que a gente não quer e não tem surtos de raspar a cabeça e agredir com guarda-chuvas quando isso acontece. As vezes, ignorar é o melhor que se tem a fazer. Por mais que engolir sapo não seja gostoso e definitivamente não desça facinho como, sei lá, um brigadeiro de panela, as vezes é a solução mais adequada e nobre a se tomar.
__________________
Algumas aleatoriedades recentes:
- É sério, depois que a família Cullen entrou na minha vida, o mundo já não é mais o bastante. O dia eu que eu encontrar um cara tipo o Edward, fofo, lindo, romântico e que toque piano e fale 4 línguas, serei completa. Obrigada, Stephenie Meyer, por fazer todos os homens parecerem orcs fedidos e desalmados.
- Se você não leu nada de Joanne Harris ainda, não perca mais seu tempo. Recomendo Chocolate (que inspirou o filme com Johnny Deep lindo lindo tocando violão e de trancinhas!) e Vinho de Amoras. São tão... doces! (Com o perdão do trocadilho, hehe).
- Minhas férias estão no fim. Logo logo recomeçará toda a função de faculdade, trabalhos, pegar ônibus, enfim. Mas irei rever toda aquela galera que eu adoro muito! :DD
- Esse blog se recusa a falar de carnaval. E tenho dito.