28 de abr de 2011

minha vida é uma pegadinha

Às vezes eu tenho a leve impressão de que a minha vida não passa de um grande episódio de Candid Camera. Ou de uma edição exclusiva de Big Brother: com uma participante só. Ou até mesmo uma versão brasileira e estranha do Show de Trumam. Pra resumir: tem coisas que acontecem comigo que são tão bizarras que só pode ter alguém por traz disso me testando, me cuidando, só pra ver qual é a reação que eu vou ter.

Eu assistia o desenho do Hércules quando era mais nova, e por isso sempre imagino tipo um Zeus sentado lá no alto, com os outros deuses gregos da mitologia, rindo de chorar das coisas que acontecem comigo, tramando outras maluquices, assistindo tudo em alguma televisão celestial. Assistindo o realitty freak show que é a minha vida.

Imagino até os diálogos.

- Pra que apenas uma? Vamos colocar DUAS pessoas vestidas de coelho no caminho entre o shopping e a rodoviária. E vamos vestir um desses coelhos com uma fantasia verde. A Nicole vai pirar.

- Vamos sentar do lado da Nicole a pessoa mais gorda do ônibus. E vamos fazer essa pessoa, além de roçar o braço com o da Nicole, escutar musica tão alto em seus fones de ouvido que vai dar pra todo mundo escutar perfeitamente também. Que tal um pagodinho?

- Que tal um cara vestido de astronauta na parada de ônibus? Pode ser que a Nicole tenha alguma reação engraçada.

- Ela tem medo de palhaços, né? Vamos fazer o seguinte: tá vendo ela com esse amigo nesse pubzinho? Espera até o amigo dela ir ao banheiro. Foi? Ok, agora coloca pra dentro do pub um cara pintado de palhaço. Aproveita e faz ele dar um suto nela. Viu que legal o grito que ela deu? Viu a maneira com que todo mundo olhou pra ela, sozinha e gritando numa mesa de pub por causa a de um palhaço? SENSACIONAL!

Pra vocês terem uma ideia, as situações acima descritas aconteceram de verdade. Inclusive a do cara vestido de astronauta na parada de ônibus. Só que nada engraçado aconteceu. Eu vi de looonge (estava de óculos) que ele vinha se aproximando e, quando ele passou roçando em mim, fiz questão de me manter impassível, como se todo dia alguém vestido de astronauta passasse por mim. Vai que alguém estivesse mesmo filmando? Não ia ser eu a mané que fica de boca aberta. Pelo menos dessa eu me safei.

Pode mandar outra, Zeus. Tô começando a ficar esperta!

17 de abr de 2011

a triste história do meu celular problemático

No final do ano passado eu resolvi passar o meu telefone pré-pago para pós-pago. Uma das razões foi que eu não aguentava mais ficar sem cartão e ter que ficar ligando para os outros à cobrar (tri pobre). E a outra razão foi que fazendo essa troca, a compra de um outro aparelho é tri de barbada, baratinho e tal. E eu andava querendo um smarthphone. Então em dezembro eu adquiri um telefone todo bonito e rosa, um C3, pela bagatela de R$49,90. Quase dado.

O nosso relacionamento ia às mil maravilhas. Eu twittava de dentro do ônibus, do cinema, pesquisava coisas, mandava um milhão de torpedos, ligava pra todo mundo, escutava música na academia, etc – essas coisas que todo mundo faz com seus telefones. Até que o problema começou a acontecer.

Eu estava em uma botequinho com duas amigas, quando um amigo meu me ligou. Eu atendi, de uma maneira costumeira: “Oeee” – estilo Sílvio Santos. E ele: “aloô? Nicole? Aloooouuuuuwww?”. E eu fiquei meio sem entender. Afinal de contas, eu tinha atendido a droga do telefone... Daí eu berrei que estava em determinado local, e ele me ouviu. Mas, vejam bem, eu tive que berrar. Em público. Pois é.

E daí começou. Algumas pessoas me ligavam e me ouviam normal. Outras gritavam: “NÃO TÔ TE OUVINDOOOO, A LIGAÇÃO TÁ BAIXAAAA!!!”, sendo eu EU escutava perfeitamente tudo. Então eu resolvi que assim não dava mais e levei meu aparelho para uma autorizada, que enviaria ele para a assistência técnica lá em Porto Alegre. Ele ficou lá por 15 dias, e eu tive que colocar o chip no aparelho antigo que tinha.

Até que ontem eu fui lá buscar ele.

Chovia muito em Novo Hamburgo, mas eu e minha sombrinha vermelha enfrentamos as duas quadras que eu precisava caminhar. Chegando lá...

Moça da loja: - Tá aqui o aparelho. Foi feita uma atualização de software.

Eu: - mas por que foi feita uma atualização de software? Eu pensei que o problema fosse no microfone, ou alguma coisa assim...

Moça da loja: - É, mas provavelmente a Atualização do software resolveu o problema.

Eu (já desconfiada): - Hm, beleza, vou testar então.

Coloquei o chip nele, liguei pro meu pai e logo começou o habitual: “alô? Nicole? Não tô te ouvindo! Alo? Aloww??”. Então eu olhei pra moça e disse: “Não funciona!”. O que me leva a pensar: porra, mas eles não testam as coisas? Que sacanas! Então a moça ligou para mim pra ela ouvir com os próprios ouvidos. Ou não ouvir, na verdade. Realmente, não funcionava.

Moça da loja: - Tu quer mandar de volta para a assistência técnica? – ela ainda teve a audácia de perguntar.

Eu: - Mas é ÓBVIO que eu quero mandar!

Não, não, deixa assim, quero continuar com esse telefone que as pessoas não me escutam. É bom falar sozinho... NOT.

Então, amiguinhos, estou sem meu telefone rosa e lindo. E ficarei mais 10 dias sem ele. Quer dizer, isso se ele voltar consertado dessa vez... Vamos esperar pra ver.

Alguém já teve algum problema desse tipo? E ainda nessa linha kind of tecnológica, aguardem o post “Comprei um notebook – logo, sou pobre”. Beijo!

14 de abr de 2011

toda a acidez do limão

Você que lê meu blog já sabe que eu reclamo de muitas coisas. De ônibus, de pessoas que encostam em mim no ônibus, de pessoas que correm na esteira, de pessoas que fazem social na academia – e a lista segue. E ôooo, como segue.

A novidade é que agora você pode me ver reclamando – mas também falando de coisas boas e aleatoriedades – em outro espaço, além daqui no Blogando com Nicole.

Trata-se do blog Badlemons. “O que é isso?” – você se pergunta, intrigado. Simples, é o blog que eu fiz junto com meu grupo de amigas. E meu grupo de amigas tem um nome, por mais que isso pareça meio adolescente – nome esse que foi dado ao nosso blog. O por que desse nome você pode descobrir por lá. ;D

O bacana é que estamos fazendo uma série de posts especiais por lá, tipo o “Diário de Desgostos”. E adivinha se eu não falei sobre homens de regata por lá? Faleeeeeeei, claro que sim!

Então, aqui tá o endereço do nosso blog, pra você acessar, comentar e salvar nos seus favoritos: www.badlemons.wordpress.com

E aqui tá uma foto das minhas amigas, pra você ver como elas são lindas:

E não se desespere! As postagens aqui no Blogando vão continuar. E ah! Tem novidades vindo muito em breve. Agüentem os coraçãozinhos de vocês! Beijo da Nicole! :*