17 de fev de 2008

Artistas perdendo a linha

Artistas hoje em dia não tem mais jeito. Eles são seres privilegiados: tem vozes espetaculares, cabelos bonitos (ok, nem sempre), sabem compor, dançam, atuam, enfim, fazem e tem uma série de coisas que eu e você, reles mortais, não conseguimos. Então, por favor alguém responde, por que? Por que eles perdem a linha? Por que abusam de drogas, álcool e whatever enquanto tem um dom super bacana para deixar em evidência? Por exemplo, Amy Winehouse. Por um lado, bonita fisicamente e uma ótima cantora e compositora. Por outro, uma bebum encrenqueira, com tatuagens de ferradura e âncora na barriga, que consome toneladas de maconha e costuma apresentar seu shows mais louca que o Bozo (entenda-se por não apresentar seus shows). Porém, apesar da má imagem, a moça faturou 5 gramophones no Grammy desse ano, o que gerou muitas controvérsias - ela não merecer ganhar por ser um mal exemplo, aparecer doidona na mídia, cair nos shows e aquela coisa. Isso tudo é verdade - é. Mas acho que não podemos desconsiderar o talento que ela tem, pois se ela faz sucesso, foi por causa dele (se bem que barraco sempre dá ibope). Acho que a Amy devia internar pra valer pois se até o Keith Richards falou para ela sobre os males dos intorpecentes e a importância da desintoxicação, o bagulho tá sério.
Se eu fosse artista seria um exempo de verdade, humph.

9 de fev de 2008

Da série 'Meu irmão me ama' (ou: Poxa vida, como eu incomodo)

Mais um diálogo familiar. Eu no banheiro fazendo chapinha, meu irmão no quarto pipocando os canais da televisão (para variar).

Eu: - Já começou Big Brother?
Ele: - Não.
Eu: - Ah.

Meio segundo depois...
Eu: - Douglas?
Ele: - Sim?
Eu: - Começou Big Brother?
Ele: - Sim.
Eu: - Mesmo?
Ele: - Não.

Um terço de segundo depois...
Eu: - Doooug...
Ele: - Sim?
Eu: - E o Big Brother?
Ele: - Não.

Um tanto depois...
Eu: - Douglaas...
Ele: - NÃO! ¬¬
_____
- Fala sério, Beto Carreiro morreu. Ainda não engoli essa idéia. Tipo assim, eu nunca fui no parque e ele morre e eu fico tri no vácuo! Poxa, assim não dá. Depois eu resolvo ir na Disney e o Mickeymei morre e aí, como fica, hein hein?
- Por que chove em todos os domingos?
- Voltei a andar de bicicleta, depois de ter deixado ela guardada por uns 5 anos com os pneus furado (pneis, diria Gyselle do BBB).

5 de fev de 2008

Saiu do armário e me trocou por... outro?!

Se eu já acho O FIM ser trocada por meu irmão pelo videogame, pela minha melhor amiga pelo namorado dela e por minha própria mãe por algum programa de tv, imagine só meu namorado me trocar por um outro cara. Puts, eu ia me sentir terrível. Além de ficar enlouquecida, bater porta, afogar as mágoas com doces e cantar a plenos pulmões todas as músicas de corno que existem, minha cabeça não pararia de inventar indagações. O que ele tem que eu não tenho? ( além daquelas coisas óbvias?). Será que ele é mais carinhoso/engraçado/cozinha melhor/whatever? Ficaria fuxicando o Orkut do outro em busca de pistas. Se tornaria uma obsessão.Eu faria as mesmas coisas que faria se fosse trocada por uma outra. No final das contas, a tristeza e a raiva iriam passar e eu compreenderia: assuntos do coração a gente não escolhe - como eu poderia culpar meu (ex) bofe por trocar de time? (Se me trocasse por algum bonitão eu perdoava mais fácil. :P). POST PARA A REVISTA CAPRICHO - edição 1039