25 de dez de 2010

possivelmente o último post do ano

Oi, gurizada. E aí, como é que foi o Natal? O meu foi supimpa. Comi todas aquelas coisas deliciosas de Natal, tipo Tender e chocotone recheado de sorvete, dei boas risadas com a minha família e ganhei altos presentes legais, como o All Star vermelho que eu estava SUPER querendo. Meu primo ganhou um travesseiro da Nasa e ficou todo numa vibe Nintendo Sixty-four com aquele travesseiro – e eu descobri que eu também quero um desses. Minha prima ganhou um teclado e já saiu tocando Bad Romance nele (veja o vídeo aqui). Sim, minha família é puro talento - vide, AGAIN, meu vídeo tocando Brasileirinho.

Enfim. Nos últimos anos, depois que passava o Natal, os dias até o Ano Novo costumavam ser extremamente modorrentos e cheios de tédio, até porque eu trabalhava o dia inteiro e todos os meus amigos estavam na praia. But not this year, people, not this year. Estou DE FÉRIAS e partindo para o litoral na terça-feira. Quero pegar sol e beber cerveja ALL DAY LONG. Como eu disse para meus amigos, vou voltar vermelha e barriguda. LINDA! Hahahahaha

E por isso esse aqui é, possivelmente, o último post de 2010. Para fechar bem o ano, nada melhor do que as minhas promessas para o ano que está por vir, não é mesmo? Vamos lá:

Resoluções para 2011:

- fazer algumas das coisas que eu nunca fiz, tipo comer sushi e tapioca. Talvez “aprender a usar hashis”entre para as resoluções, caso eu vire uma apreciadora de comida japa.

- comer mais salada. Afinal, aquelas 3 rodelinhas de cenoura cozida que eu como todo dia não enganam ninguém. Mais tomate, beterraba e brócolis no prato!

- postar com mais frequência aqui no blog. Pretendo postar inclusive os posts que ficaram pendentes desse ano, como o “Ode a pizza de lombo com catupiry da Sadia” e o “Ponderações sobre a organização dos meus livros”.

- ler uns 60 livros. Todo ano eu leio por volta de 45, 50 livros. Eu sei disso pois eu anoto todos os nomes e autores dos livros lidos anualmente em um caderninho com capa de urso. É claro que eu poderia usar o Skoob e tudo mais, inclusive tenho um perfil lá, mas eu gosto de ser meio old school. Aliás, eu deveria ler mais do que 60 livros, porque eu tenho uma missão. Estou destinada a ler mil e um livros, porque dei para mim mesma de Natal o livro “1001 livros que você precisa ler antes de morrer”. Minha mãe disse que esse é o segredo da imortalidade, afinal, eu nunca vou conseguir ler todos os 1001.

Veremos, veremos.

E vou ficando por aqui, people. Tenho que assistir mais alguns episódios inebriantes de Dexter e separar as coisinhas para a praia. ;D

Feliz Ano Novo, gente! A gente se fala em 2011! Daí eu coloco uma fotinho minha vermelha e barriguda, para vocês ficarem apaixonados. RÁ! IHIAHEIUHAUIEA

Peijo!

22 de dez de 2010

retrospectiva 2010

Já que o final do ano está aí, é lóoogico que eu tinha que preparar alguma espécie de retrospectiva – nem que seja a meu próprio modo, né. E quer uma maneira mais Nicole de fazer alguma coisa do que uma lista aleatória? Vamos láaaa aos favoritos e afins:

- Seriado: empate técnico entre True Blood e The Walking Dead. Simmmm, eu super curto seres estranhos e sangue. É claro que Glee e Gossip Girl também foram queridinhos, mas se existisse um pódio eles não ficariam no topo.

- Comida: o ravióli com molho de nata que eu faço. Modéstia a parte, é bom demais! E a pizza de lombo com catupiry da Sadia também não fica para trás.

- Bebida: caipirinha.

- Música: escutei muito Panic At The Disco, mas 2010 também foi o ano de Strokes e Lady Gaga. E no início do ano eu estava em uma vibe sertanejo universitário. Shame on me.

- Site: Twitter, disparado – não só como ferramenta de lazer, mas de trabalho também.

- Coisas que mais me irritaram: pessoas encostando em mim no ônibus, crocs, clogs, erros de português, pessoas falando baixo demais, pessoas que não sabem a idade que tem, gente que faz social na academia, trabalhos em grupo, furadores de fila, pseudo-intelectuais, alfinetadinhas na web.

- Descoberta: sou chata. Mas isso vocês já sabiam, não é? Também descobri que manjo muito no violão. Vide meu vídeo tocando Brasileirinho.

Além disso tudo, 2010 foi um ano de novas experiências e descobertas. Fui a um casamento pela primeira vez, comi churros pela primeira vez (sim, isso é real) e, de uma pessoa que não gostava de gatos, passei a gostar de uma Tininha, uma Verinha, um Belão e, acredite se quiser, uma Vadia.

Me formei no inglês, acampei, comi hambúrguer de madrugada, vi o Brasil perder a Copa, tomai banho de cachoeira, passei noites em claro, cantei bêbada no banheiro da balada, me perdi dentro do shopping, fui mil vezes ao cinema, fiz novos amigos, aprontei várias com os velhos amigos, nadei em uma piscina de cerveja, li muito sobre moda/decoração/internet, pintei as unhas de azul, cortei o cabelo bem mais curto, dei muitas risadas. E, no final das contas, não é que 2010 foi um ano bem bacana?

Agora convido você, caro leitor, a participar também. Conta pra mim ali nos comentários quais foram os seus favoritos de 2010! Vamos ver se temos algo em comum e tal! ;)

Ah, e esse não é o último post do ano, ok? I'll be back, com minhas resoluções para 2011 e tudo mais. Beijo!

16 de dez de 2010

eu vejo gente pelada

Com que frequencia? Quase todo tempo! Mas eeeee, calma aí, não é o que você está pensando. Ou talvez seja exatamente o que você está pensando – afinal, eu não leio mentes. Enfim, eu to falando do ladino do Google Imagens.

“Mas como assim você vê gente pelada no Google Imagens, Nicole? Que tipo de coisa tu anda procurando?” – vocês se perguntam, escandalizados. E é aí que eu revelo que sou uma espécie de Gerson da novela, e que super curto umas coisas meio sujas e... NOT!

Na verdade, você pode pesquisar o que você quiser no Google Imagens. Invariavelmente você se deparará com alguém sem roupa. Aquele lugar é de dono nenhum, se tornou um antro de pintos, peitos, bundas e obscenidades. Impressionante.

Você acha que não? Cara, então você não pesquisa por coisas diariamente nesse site. Tenta uma vez lá, vai? Pode ser na primeira ou na 263° página, você vai ver nudez. Exemplos práticos:

Aliás, ou você encontra gente pelada, ou encontra, por algum motivo extremamente bizarro, o SÉRGIO MALANDRO. Isso me aconteceu esses dias. Eu pesquisando sobre moda masculina e, a cada nova pesquisa, lá estava ele. Salci fufu!

E eu não fui tirar a prova mas aposto que se você jogar GENTE PELADA no Google é capaz de achar gente vestida. Vai saber...

E aí, vocês já passaram por isso?

P.S.: tenho medo do número de pessoas que vai cair aqui no blog atrás de pornografia. Vamos aguardar e ver o que o meu Analytics vai dizer.

12 de dez de 2010

emagreça com nicole dias

Muitas pessoas me perguntam qual é o segredo para conseguir um corpo tão magro, sarado e sensual como o meu. HAHAHAHAHAHAHA, ok, esqueça a parte do sarado e sensual. Mas muitas pessoas perguntam como é que eu faço para ser tão magrinha, visto que eu estou constantemente com fome – e constantemente comendo também.

meu primo, eu e nossos corpos sarados

Por isso, é hoje, caro leitor. É hoje que vou revelar os segredos da magreza. Preparado?

1 – tenha um metabolismo rápido

2 – seja de uma família de pessoas magras

É, esse é o segredo: a maravilhosa genética. Não me odeie, é a mais pura verdade!

Eu sou uma dessas pessoas que come para caramba e não engorda. Mas não fui sempre assim não. Teve uma época, quando eu tinha lá meus 11, 12 anos, que eu era meio cheinha. Mas também, passava as tardes em casa, deitadona, assistindo Sessão da Tarde e comendo bolachas rechadas! Impossível ser magra dessa maneira. Depois disso, tive uma fase meio anoréxica, quando eu não comia nada nada. Foi meio doentio e tal, e eu tive até problemas de saúde.

Daí depois disso eu aprendi a ter uma relação amigável com a comida. E comecei a me ocupar, trabalhar, ir a academia e tal e tal e tal. E hoje posso comer uma pizza inteira de lombo com catupiry da Sadia e ficar triii de boa. Rá!

E é engraçado quando você é uma dessas pessoas magras que comem pra caramba e não engordam. Coisas acontecem.

1 – as pessoas não acreditam que você pesa exatos 61,5Kg. “Mas parece ser muito meeenos”, elas dizem. E então elas tentam pegar você no colo para ver se você é, de fato, pesada. Ou dizem “mas ooooonde tu esconde esse peso?”. Pois é.

1.2 – Ok, eu me pesei ontem e perdi peso. Agora eu tenho 60,8Kg. O que eu fiz para conseguir isso? Absolutamente nada.

2 – as pessoas desprezam você por perder peso com muita facilidade, enquanto elas tem que se privar de tudo o que é bom na vida – ou comer o que é bom na vida mas ficar com peso na consciência depois.

3 – por ter metabolismo rápido, você sente fome de pouco em pouco tempo. As pessoas nem se surpreendem mais quando você fala/twitta/resmunga: tô com foooome!

4 – aliás, você passa a ter uma estranha fama de “pessoa faminta”, e quando você fala alguma coisa a respeito as pessoas dizem “oh really?”. Ou ainda twittam coisas do estilo “dando uma de @nicoledias: tô com FOME!”.

Mas olha só, leitor e leitora. Se você não foi abençoado com esse metabolismo The Flash aí, nem tudo está perdido. Você não precisa nascer de novo não! Se você não está feliz com seu corpo, existem mil coisas que você pode fazer. Tomar Caralluma, que é um remédio natural e é o novo favorito das pessoas e tal, é um deles. E minha colega de trabalho Juliana está tomando esse troço. Eu, como boa pessoa que sou, estou fazendo um acompanhamento direto sobre o funcionamento disso. Por isso, aguarde. Em breve, aqui no Blogando com Nicole, vai rolar “O diário da Caralluma”. Vocês não perdem por esperar.

_________

Ahh, só um adendo a esse post. Você já deve ter se dado conta de que o Natal está praticamente aí, né? Entrando nesse clima, a agência onde eu trabalho, BRA Digital, preparou uma ação de Natal coisa mais querida. Você acessa www.bradigital.com.br/natal2010, coloca a sua foto no pinheirinho e diz quais são os seus desejos de Natal. Afinal, essa é uma época de compartilhar – e porque não compartilhar desejos? Por isso, convoco vocês a fazerem parte da árvore também. E procurem a minha fotinho por lá – nela eu to trabalhada nas orelhas de Minnie e na cara de feliz. Rá!

Beijo!

3 de dez de 2010

sou uma pessoa firme nos meus propósitos

Quando eu decido uma coisa, eu coloco isso firme na minha cabeça e não mudo mais de ideia. Esses dias, resolvi que passaria o final de semana em casa. Em 2010 inteiro, acho que fiquei uns 5 sábados de noite em casa, sem mentira nenhuma. Resolvi que era hora de dar uma descansada, ficar de pijama, ler e ver uns filmes. Já estava bem convencida da minha programação. Até que entrei no MSN e...

vinícius diz:

alou

bora sair hoje em algum lugar?

Nicole diz:

bora!

pronde?

vinícius diz:

tanto faz

tava pensando em ir no 23, que tal?

Nicole diz:

simmmmmmmmmmm

É... talvez eu mude constantemente de ideia. Mas o que eu posso fazer se meus amigos me convidam para ir num pub MUITO legal? Eu preciso ir, né? Ahhhh, essa ida a esse pub rende um post. Me lembrem disso, please.

Mas, voltando ao assunto. Pensando bem, eu meio que tenhouma raivinha dessas pessoas que vivem dentro da caixa, que são cabeças fechadas, sabe? Tudo bem que cada um tem a sua opinião e tudo mais, mas ninguém é dono da verdade. Às vezes temos que assumir que não estamos com a razão e se abrir um pouco mais para a opinião dos outros. Fica a dica.

E caaaaaaaara do céu, vocês vão AMAR o próximo post. Vai ser o “Emagreça com Nicole Dias”. HAHAHAHAHAHAHA siimmmmmmm!! Se você quer que ele seja publicado logo, comenta aí! Todos os segredos da minha BOA FORMA serão revelados! Yeah! ;D

Um beijo!

27 de nov de 2010

torcedores e efeitos sonoros

No último sábado (não hoje, o outro, né?) eu fui em um barzinho lanchonete boteco com uns amigos meus, comer cachorro-quente, tomar coisas geladas e ver o jogo do Grêmio.

Devo confessar que eu não sou a pessoa mais ligada em futebol no mundo. Ok, na verdade eu não sou nem um pouco ligada em futebol. Não sei a escalação do meu time, não sei o que faz um zagueiro e só conheço superficialmente a regra do impedimento. Mas fui lá com o pessoal, até porque tinha comida e tudo mais. E no fim das contas foi beeeem divertido: primeiro porque o meu time ganhou, e depois porque eu comecei a observar os torcedores que também estavam lá no boteco assistindo o jogo e pude perceber uma coisa: eles fazem muitos efeitos sonoros.

Eu, aparentemente, era a pessoa que estava mais tranquilona lá. Não tenho paciência para assistir um jogo inteiro, então pela metade do primeiro tempo eu já estava lendo uma revista, enquanto os homens faziam seus sons. E era um “UUUUUUUUHH” quando quase era gol. “JUIZ COLORAAAAADO” quando o árbitro não marcava faltas para o Tricolor. “BUSSSCAAAAA” e “FEITOOOOOOO” e “GOLAAAAAÇOOO” quando a bola ia para a rede. E eu só: “eba, que bom, né?” Ué, se eu ainda ganhasse uma parte do salário dos jogadores para torcer ou algo assim, seria mais entusiasmada. É verdade!

No final das contas, o Grêmio ganhou e todo mundo lá virou Best friend. Quando estávamos indo embora, um cara com a camiseta do Grêmio passou por nós e disse para o meu amigo, que também estava de camiseta do Grêmio: “Jogão, hein?” – como se eles fossem velhos conhecidos. Esse é um dos lados bonitos do futebol. E o Kaká é o outro. RÁ!

É, fazia tempo que eu não aparecia aqui. Final de semestre na faculdade, vocês devem imaginar como é. Pois é. Mas tenho mil idéias de posts, portanto, me aguardem!

E, pra terminar: pra que times vocês torcem? Vocês se descabelam pelos seus times? Eu confesso: mantenho meu ar blasé e apenas sorrio quando dá gol. E olha lá! Hahahahaha Um beijo!

15 de nov de 2010

risadas em seriados

Eu andava carente de seriados para assistir. Já tinha assistido todos os episódios de True Blood e de Glee e os meus momentos de tédio em casa – que, ok, já são poucos, mas mesmo assim – estavam ficando deveras vazios. Até que por indicação de vários amigos meus eu resolvi dar uma chance para o The Big Bang Theory. Gostei bastante, até. Tem altos diálogos bons e os personagens, cada um com suas peculiaridades, são hilários. Mas tem uma coisinha que me incomoda MUITO: os episódios têm aquelas malditas e ladinas daquelas RISADAS.

Sabe aquelas risadas tipo de auditório? Aquelas que também aparecem em Friends? Pois é. Eu ODEIO essas risadas! Sério, eu fico realmente incomodada com essas risadas. Eu não sei, mas eu acho que eles meio que subestimam a nossa inteligência com isso. “Eles”, nesse caso, são os caras lá que decidiram que iam colocar risos no meio dos episódios. Tipo “ahhh, tenho certeza de que o pessoal que assiste não vai sacar que isso é uma piada/ironia/whatever. Vamos soltar aí uns HOHOHOHOHOHO pra galera entender”.

HOHOHOHOHOHOHO

E daí cai uma caixa no chão e HAHAHAHAHA. Alguém diz “... ok!” e HAHAHAHAHA. A campainha toca e HAHAHAHAHA. Eles simplesmente olham um para o outro e HAHAHAHAHA. GENTE, como é que faz para aguentar isso? Sério, alguém me conta como faz, porque eu quero assistir os episódios, mas tenho vontade de DAR UM TIRO na tela toda vez que essas gargalhadas começam.

Tomei uma decisão: vou assistir Big Bang só quando eu estiver me sentindo realmente tolerante. Nos outros dias eu vou, sei lá, jogar The Sims. Pelo menos lá não tem esse quiriquiqui todo.

Ah! E eu tenho um NOVO seriado favorito! É o The Walking Dead, que passa toda terça-feira, às 22 horas, na Fox. É de ZUMIBIS! Só que ele está apenas estreando aqui no Brasil, só passaram dois episódios ainda, então eu não posso baixar toda a temporada e assistir um episódio depois do outro como se não houvesse amanhã, como eu fiz com Glee. O que me enche de ansiedade e tudo mais. Super recomendo que vocês assistam. Aliás, eu assistindo The Walking Dead SUPER rende um post. Hmmmmm... Aguardem...

E viram o layout novo? É, esse eu mesma fiz, para tapar o buraco enquanto o meu SUPERLAYOUT FODÃO não fica pronto. :D Tá bacaninha, né? Eu em vários momentos, hahaha! Me contem o que acharam! Um beijo!

13 de nov de 2010

agora eu sei quem vocês são!

Estou de voooolta, queridos e queridas, mais animada e saudável do que nunca! Agradeço pelos comentários me desejando melhoras – me deixaram bem felizona. Foram dias difíceis esses aí, de gripe. Passei um dia inteiro tomando o que eu achava ser suco de laranja – até que no final do dia vi que se tratava de suco de SOJA sabor laranja. Ou seja, se aproveitaram da minha fraqueza e falta de apetite para me darem SOJA. Mas tudo bem, o suco era bom. E chega, a gripe já foi embora, a febre também, vamos falar é de coisa boa: iogurteira Topterm! Hahaha NOT.

Hoje eu vou revelar quem é você aí, leitor desse espaço. SIM, queridos e queridas, eu fiz um super apanhado do super questionário que estava circulando pelos posts nos últimos dias. Tive respostas bem interessantes e cheguei a algumas conclusões. Vamos ver?

- A maioria dos leitores só me conhece pelo blog, mesmo, embora 3 pessoas tenham assinalado que são a minha mãe – e isso me dá um pouco de medo, sei lá. 17 pessoas SUPER querem me conhecer e 14 marcaram “other”. Essas aí se identificaram, tipo “amiga de uma amiga” e “vizinha de baixo”. Amigos e colegas também apareceram em número expressivo. Pessoas que me dão “oi” quando passam por mim na rua foram duas só. Hm.

- 51% dos leitores têm entre 16 e 20 anos. Muita gente me acompanha desde o Blog da Nicole, que tem a maioria dos meus pensamentos meio adolescentes. Hahahahaha! Outros leitores acabaram chegando aqui por indicação de amigos, ou vendo em outros favoritos e tals. Sejam bem-vindos, novos leitores! =D

- Confesso que até fiquei orgulhosinha com o que as pessoas me escreveram ali na pergunta “por que você gosta do meu blog?”. Só apareceram coisas legais e bonitas, sobre como eu escrevo de uma maneira legal, cativante, engraçada. Muita gente disse que consegue até me imaginar falando através dos meus textos. Olha só quanto amor, gente:

“Tu escreve muiiiito bem! (Eu sou fonoaudióloga, gosto de boa comunicação!). Guria, se tu continuar assim, tu vai ficar famosa mesmo... assim como disse tua amiga Curry!”

“Ah dona Nicole, você faz de pequenos fatos do cotidiano uma histórinha gostosa de ler.Eu gosto muito daqui. [...] Continue assim :) rs”

“Você escreve de um jeito muito espontâneo, bem divertido e tal. Consigo te imaginar falando do jeitinho que você escreve!!! Hahahahaha”

“Pela maneira pela qual os assuntos são abordados - você faz de um simples (e feio) croc ser um superassunto que me rende reflexões e risadas internas. Adoro suas ironias e me inspiro total nelas.”

“Bah Nicole, eu gosto do teu blog porque ele é feito por uma menina mas não é assim de mulherzinha sabe? Cheio de propagandas de esmaltes, perfumes, sapatos e bolsas como a maioria dos blogs femininos é. Gosto porque tu tem conteúdo e é engraçadinha. Também porque eu me identifico contigo, no sentido de ser do RS, morar numa cidade do interior e tals. Sei lá, eu gosto do teu blog por vários motivos, mas basicamente porque ele é fofo mas não é fútil.”

“Por que você é meio (totalmente) imprevisível! Vê esse questionário, por exemplo, nunca vi nenhum outro blogueiro fazer algo assim. E porque eu morro de rir imaginando as situações que você descreve #prontofalei E porque você escreve coisas bizarras, claro.”

EU AMO VOCÊS, OKEY?

- Voltando... A maioria esmagadora dos leitores concordou com uma coisa: falta um layout decente para esse blog. Ok, people, será providenciado. Aliás, já ESTÁ sendo. Rá!

- Ahhh, é, quase esqueci. O “Rá” foi uma grande surpresa! Muuuuita gente escreveu Rá por algum motivo ou outro, e ainda disse “aprendi contigo. Rá!”. AMEI! =D

Enfim... Bacana, não é? Gostei dessa coisa de fazer questionários. Quem sabe em breve em faça um de novo...

Ahh! Em janeiro meu blog vai faezr 3 anos. Quero sugestões: o que eu posso fazer aqui para comemorar? Um sorteio? O que eu poderia sortear? Ideias, ideias, ideias, please! Beijolas!