30 de jul de 2009

a saga do intercambio - parte 5 - enormes aleatoriedades

Escrevo da Europa um dos ultimos episodios da saga mais inovadora, espetacular e aguardada desse blog. Como vem acontecendo muita coisa por aqui, terei que reformular o metodo de postagens, e partir para os asteriscos aleatorios, ja que se eu for escrever um post para cada assunto a saga chegara ao episodio 2732 (nao que seja ruim, mas sabe como eh, existem mais assuntos a serem discutidos aqui, tipo politica e civilizacoes antigas). E vamos ao que interessa!

- Sobre pessoas estranhas. Venha para o Reino Unido que voce vera em uma semana o maior numero de pessoas peculiares que voce ja viu em toda a sua vida. Mulheres com saias praticamente inexistente e cabelos feios. Ou usando todos os acessorios ao mesmo tempo. Velhos com chapeus de cawboy com a inscricao "Toxic Soap" e unhas pintadas de preto no onibus. Um cara estranhamente parecido com o presidente Lula, bebado, escutando musica e cantando - no onibus. Alias, o onibus eh o lugar ideal de se ver gente maneira e meio doida. Um cara, subindo para o segundo andar do onibus, puxando e enforcando seu cao escada acima, pela coleira. O velho de calcoes que queria me dar informacoes falsas e contar sobre sua filha que mora em Londres. O cara drogado que gritou "Jooosh!", deu um soco na parada de onibus e foi levado pela policia. O dancarino profissional da Oceana, que virava estrelinhas, se recolhia no chao como um casulo, desabrochava com a batida da musica, fazia movimentos pelvicos e rodopios como se nao houvesse um amanha. O gordo miseravel que tentou recolher o ticket da Mariana e nos fez ir andando ate a rua da escola. O atendente da Pizza Hut, um emo com o cabelo descolorido, que comecou a tremer quando 4 brasileiros apareceram para pagar a conta, cada um comum cartao de credito e uma serie de coisas aleatorias para pagar. John, o albino androgino que consegue ser mais magro que eu. E eh claro que eu deixei para o fim o melhor de todos: Catavento, o brasileiro taipa. Se eh voce que esta lendo, Catavento, nao acredite em nada do que eu digo nesse blog, eu sou uma baita de uma mentirosa. Mas se nao eh voce, chega mais perto e escuta essa. Catavento eh um brasileiro que esta estudando no mesmo colegio que eu, aqui em Hove, porem nao eh do mesmo grupo. E eh claro que nao poderia ser, cara, afinal, ele usa um bone com uma helice, tipo um mini ventilador portatil, na aba! Serio! Mas nao eh soh issso. O cara usa esse bone e uma pochete por cima da roupa, e a mochila toda amarrada, e o bando da bicicleta dele eh coberto de plastico bolha. E esses dias, em um churrasco na escola, descobri que o bone magico dele tambem tem luzes piscantes de balada e uma lanterna. Vi ele fazendo uns passos de danca e foi um dos momentos mais toscos e repulsivos ate entao. Ate minha professora perguntou se todos os brasileiros tem um bone desses. E ele escreve um diario no bloco de notas. Que piada.

- Espanhois. Pois eh, sempre gostei de espanhol, Espanha e afins, mas agora criei uma estranha aversao a eles. Eh porque a cidade onde estou foi invadida por espanhois e agora eles estao por toda parte! Na escola, no onibus, na balada, na Primark, nas viagenzinhas de final de semana... Ate ai tudo bem. O problema eh que os espanhois fedem. E como se isso nao bastasse, eles falam alto demais, tem cabelos doidos, sao retardados e nao dancam nada. E, tipo, eu nao gosto de pessoas fedidas e que falam alto demais. Portanto, definitivamente nao gosto de espanhois.

- Madame Tussauds. Nao sabe o que eh? Talvez Museu de Cera diga algo... Bom, pois eh, estive lah numa dessas, como eu poderia dizer, tardes entediantes em Londres (hahaha). E, cara, valeu cada um dos pounds que eu gastei. Os bonecoes dos artistas sao muito reais! O do Morgan Freeman, serio, parece que tah te encarando! E eh claro que todos os bonitos de Hollywood estao lah: Orlando Bloom, Tom Cruise, Brad Pitt... Ate o Shrek! E eu, que pensava que o museu era soh com as estatuas dos artistas, me surpreendi totalmente! Lah eh possivel se pesar em uma balanca que diz de qual modalidade de boxe voce participaria (foi muito humilhante, fiquei abaixo do peso pena e um cara que foi logo depois que eu girou o ponteiro da balanca ate peso pesado...), aprender as coreografias do Michael Jackson (e aguentar uma fila enorme pra tirar foto com "ele") e entrar nas outras atracoes. Uma deles eh de terror. Mais um momento fiasco vivido por mim, que sera compartilhado com voces. Logo que entramos na parte de terror, depois de ter falado com um cara fa do Arsenal e com um estranho cerebro avantajado, percebi que o boneco medonho de terror parado num canto nao era uma estatua, e sim um cara. Como sou muito engracadinha, falei algo do tipo "sei que voce nao eh um boneco, hehehe". Ele me deu um rosnado, mas nem me abalei. Continuei pelo corredor, observando os outros bonecos que tambem eram caras. Quando eu menos esperava, o boneco medonho de terror veio por tras de mim, me pegando nos ombros. Gritei como uma louca e me ajoelhei no chao, de tanto pavor. Eu realmente nao estava preparada para aquilo. Eh claro que o Rafa e a Bele se estouraram de rir de mim, e ainda mais quando eu gritei em cada boneco/pessoa assustador que tinha la: na Samara, no Hannibal (que chamei de "Cara com um focinho de porco" e que correu atras de nos fazendo um OINC pra lah de apavorante), nos caras com correntes, ensanguentados e tudo mais. Sai de lah quase rastejando de medo. Passando a parte do terror, voce entra nuns carrinhos magicos e eh levado para um tunel igualmente magico onde voce acompanha a historia de Londres, com uns bonecos que se mexem e piscam, e luzes, e musica. Eh lindo-lindo! No final, quando voce chega na parte de Londres como esta agora, tem uma placa que diz para voce sorrir para a camera. Voce fica sorrindo meio desconfiado, afinal, nao sabe onde esta a tal da camera. Quando voce pergunta pra pessoa que esta com voce no carrinho "Where the fuck the camera is?" FLASH! uma camera dispara. E o resultado eh a foto com voce de boca aberta como se estivesse dizendo "ovo" ou algo do tipo. Fui duas vezes no carrinho magico, e a segunda foto ficou bem legal. Se voce esta de bobeira em Londres, jah visitou os museus que sao de graca e todas as paisagens bonitas, recomendo e muito esse tal de Madame Tussauds. E depois uma meia horinha relaxando na London Eye, que foi o que eu fiz. Que cosmopolita que sou.

- Mamma Mia. Eu fui, eu fui, eu fuuuuiiiii! E, cara, jah aviso: no "top 10 do intercambio" que vira no proximo post, Mamma Mia esta na lideranca. Eh perfeito! Muito melhor que o filme! O cara que faz o personagem do Pierce Brosmann eh muito mais lindo e talentoso que ele! A mulher que faz a Tania tem as pernas mais perfeitas do mundo! Sentei na segunda fileira, cantei todas as musicas e levantei para dancar o Dancing Queen no final, junto com todo o publico do teatro, que estava lotado. Chorei em umas tantas musicas, gargalhei em tantas outras e curti cada minuto. Nao va embora de Londres sem ver o Mamma Mia, e eh serio, hein?

- Colegas brasileiros. Esses caras e garotas que estao viajando comigo morrem de medo desse blog, e eh muito engracado. Qualquer coisinha e eles dizem: "oops, isso vai pro blog". Mas, enfim, eles pediram algumas coisas a serem editadas no post anterior. A Grazi manda avisar que as coisas estao todas dando certo agora, e esta tudo perfeito. E pediram para falar que a professora Rosi eh muito, muito rapida. Quando estamos apenas pegando o trem para ir para Londres, ela jah foi e jah esta em Brighton de novo. The flash. O sotaque da Mariangela tambem deveria ter sido citado, bem como a habilidade da Aquila em fazer amizade com estrangeiros. E o proximo post tera a participacao especial de um dos colegas, que esta hoje em um jogo do Arsenal e me dara todos os comentarios esportivos pertinentes a respeito da partida.

- Aguarde, pois essa saga ainda nao terminou! Kissescallme! :D

17 de jul de 2009

a saga do intercambio - quarta parte - peripecias de uma galera brasileira em solo europeu

Escrevo da Europa, como de habito, como a pessoa chique que sou. Dessa vez, o alvo do meu post eh o querido grupo de brasileiros que esta vivendo comigo essa intensa saga. Ao todo, 21 pessoas, incluindo mulheres, homens, idosos, menores de idade e uma queridissima professora. Eh ao lado deles que estou passando os melhores momentos da minha vida!
Para os pais e maes de plantao, estamos todos muito bem. Comendo um pouco mais de besteiras do que eh necessario, talvez, e tendo alguns surtos de compras na Primark, mas fora isso todos saudaveis e felizes. Talvez nem tao saudaveis, afinal, o tempo muda muito aqui. Algumas gargantas arranhadas, algumas tosses, mas espero que nenhuma gripe suina. Mas felizes, sim, e muito. Ok, voces precisam conhecer as perolas que estao viajando comigo, para se localizarem nos posts que ainda virao.


Bele - a parceirona, carioca, bussola e gps. Pergunte qualquer programacao ou localizacao pra ela que ela vai saber. Nao consegue ficar parada, relaxar ou andar devagar. Mas me acompanha e MUITO nas baladinhas sinistras e fala comigo em portugues durante a aula.
Ju e Cintia - "Primark eh tudo na vida de uma pessoa", segundo elas. Parceiras de delirios de consumo, as duas sao estilossisimas e repletas de looks europeus. Cintia eh mais ligadona na alimentacao, embora seja a mais gatona da viagem. Todos querem ser como a Cintia quando crescerem. Jah a Ju eh a consultora de moda e consegue montar looks com menos de 10 pounds.
Grazi - um amorzinho! Ela eh tao querida e boazinha que nao merecia passar por tudo que acabou passando. Familia ruim, dinheiro desviado, comidas apimentadas... Bom que agora as coisas parecem estar se acertando.
Paula Boa, vulga Canela - essa ai daria um post inteiro! Ela fez Canela virar a cidade mais importante do Brasil. Com suas caras de careta de cobra e uma animacao que nao tem fim, ela faz todo mundo rir. Ou melhor, se estourar de rir. Sempre muito discreta e timida, ela jamais falaria alto ou faria um desfile em um onibus, e muito menos falaria em portugues com ingleses perplexos que nao entendem nada.
Deia e Aquila - as meninas que tiveram muita afinidade com um certo guia da escola. Nao, eh claro que nao eh Jonh, o albino androgino, e sim Will, o cover do Robert Pattinson mais relaxado mas com o maior coracao do mundo.
Mari - a menina prodigio. Tem 16 anos e jah esta na Europa, com um ingles impecavel e surpreendendo a todos, seja na baladinha repleta de turcos ou remando o barquinho em Cambridge. E sem falar que ela tem a camisa de vaquinhas mais fofa do mundo, e eh parceira para tardes monotonas comendo negrinho e brincando com facas.
Rafa, Dio e Gio - os consumistas. Sempre em busca de roupinhas legais, mochilas, oculos e badalacao. Ok, confesso, estou morrendo de inveja que eles vao a Liverpool e em seguida a Dublin, num show do U2. Mas tudo bem, um dia chega a minha vez. Pessoas finas, elegantes e sinceras.
Xu e Mari - queridissimas, super amigonas e ateh mesmo vizinhas. Parceiras para uma festinha ou para um passeio cultural em museus em Londres. E sem falar que a Xu eh a melhor "remadeira" do mundo.
Simone - uma participante um pouco mais reservada, mas nao menos querida. Viveu algumas aventuras em um onibus errado e acabou chegando na zona rural de Brighton.
Decio - o veterano da viagem. Com uma paciencia infinita, acompanha a galera em todos os lugares, ateh mesmo em boliches, clubs e pubs.
Cris - eu ainda nao sei como ele aguenta passar um dia inteiro com umas 11 mulheres que nao param de falar um minuto. Por incrivel que pareca, o Cris consegue, e nos acompanha em passeios, museus e festas. E ele criou para mim o funk do "Don`t touch", porque eu queria encostar em tudo no museu Victoria and Albert e isso aparentemente nao era permitido...
Gustavo e Casagrande - os sinistros. As vezes eh possivel encontra-los pela escola, nos computadores ou inclusive meio perdidos pelo centro de Brighton. Eles tem assuntos peculiares mas sao muito parceiros tambem.
Ani e Luiza - queridonas! Parceiras de festa, estiveram presentes em varios momentos sinistros desse intercambio, seja o caso do FDP com a bexiga de agua ou o cara meio drogado do ponto de onibus, que merece um post exclusivo para ele.
Teacher Rosi - essa sim merece um trofeu. Uma paciencia sem fim, nos da dicas, nos mostra as lojas mais baratas e as promocoes mais legais. Tem um conhecimento enorme e esta morando com a landlady mais cantora, vovozinha e dancarina de todas. Isso sem falar que ela nos acompanha ate nas festas mais fedidas e repletas e espanhois de Brighton. Alias, o que mais tem eh espanhol por aqui. Isso tambem fica para outro post.

E essa eh uma sintese muito, mais muito basica dessa gurizada gamba e parceira que esta aqui, estudando e aproveitando a Inglaterra. Eh claro que assim que eu acabar de escrever cada um vai me pagar uns 10 pounds, afinal, eu fui muito boazinha e repleta de floreios nas descricoes. Mas, enfim, o nosso ingles pode nao ser o melhor do mundo e a gente pode fazer altas brasileiragens com o passe de onibus ou atravessando a rua, mas a gente sabe se divertir. E eles fizeram o meu aniversario ser o mais legal de todos, com direito a turcos no pub e livros de presente.
Aguardem mais posts europeus, queridoes. Eles prometem.

16 de jul de 2009

a saga do intercambio - parte 3 - a vida na europa

Escrevo da Europa para dar continuidade a saga mais legal e sem acentos desse humirde blog. Como o prometido no ultimo episodio, contarei sobre as coisas nojentinhas desse pais chamado Inglaterra, bem sobre como eu ainda serei atropelada aqui.
Ok, voces querem saber logo a parte nojenta, nao eh? Talvez voces ate nem achem tanto... Mas, JESUS, aqui na Inglaterra, eles colocam o papel higienico usado dentro da privada e puxam a descarga. Serio! Tanto eh que em banheiros publicos e tal tu nem encontras uma lixeirinha! E na escola onde estou estudando, por ter estudantes de varias partes do mundo, tem ate um aviso na porta dotoalete, dizendo que no Reino Unido eh ok colocar o papar toilet no toilet e puxar a descarga. Quanto as opinioes a respeito, ha controversias... Alguns acham que eh ecologicamente correto, afinal, o papel se decompoe na agua e pa. Ja os outros e eu achamos bem chato. O que voces pensam a respeito?
E todo mundo jah ouviu falar que os carros ingleses tem a direcao no outro lado, nao eh? Mas eh obvio que nao eh soh isso. Alem da direcao ser no outro lado, eles dirigem do outro lado da estrada tambem, vindo do outro lado. Agora pense voce, brasileiro, acostumado a atravessar as ruas a vida inteira de uma maneira e entao, de repente, vai para outro lugar onde os carros vem do outro lado. Eh muito sinistro, cara. Tipo, todo mundo aqui ja quase foi atropelado no minimo umas mil vezes. Agora, pelo menos, jah estamos pegando a manha para atravessar a rua. Mas o transito aqui na Inglaterra eh bem legal. Por exemplo, no meu caminho para a escola tem, no meio da avenida, uma faixa de seguranca. Os carros vem a toda velocidade, mas eh so eu parar na ponta da faixa que eles param e me deixam passar. E isso nao eh uma coisa so de vez em quanto - se tem pedestre para atravessar na faixa, eles param. E o sistema dos onibus auqi tambem eh muito bom. No lado de cada parada de onibus tem um letreito luminoso, que indica quais os onibus que estao chegando e quanto tempo falta para eles chegarem. E eh impressionante, quando diz que falta um minuto, em um minuto o bus chega. E nao eh qualquer onibus, neh - onibus de dois andares! :D

Ok, ok, eu tenho que fazer o homework e me arrumar para a balada latina de hoje a noite. Aguardem os proximos textmos, sobre "delirios de consumo europeus" e "Canela - a figurona da viagem". Ao voces, queridoes!

14 de jul de 2009

a saga do intercambio - parte 2 - Brighton

Escrevo de Londres para dar continuidade a mais uma maravilhosa saga. Dessa vez, falarei sobre a familia que esta me dando casa, comida e cama limpa em Brighton: os Bell. Willian e Elaine Bell, e mais a espanhola intercambista timida que esta morando aqui tambem. Estar em uma casa de familia eh muito estranho. Voce tem que avisar se vai voltar tarde ou se nao vai aparecer para a janta. E a janta aqui da Inglaterra eh mais ou menos por volta das 6 e meia da tarde. Aqui anoitece soh as 10 e meia, mas as 5 da manha jah eh dia, e as gaivotas ficam fazendo algazarra pelos ceus. Sim, aqui tem gaivotas. Episodios divertidos com gaivotas envolvendo meus colegas de intercambio: a gaivota que pousou na cabeca de uma das meninas e a gaivota que defecou no casaco de uma senhora, o que levou o Rafa a dizer: olha la, Smigou cagaozinho! e fazer o Giordano chorar de rir. Elas tambem dao razantes nas cabecas das pessoas, mas nao tanto como as pombas de Londres. O cafe da manha que Elaine me faz, vestindo seu roupao rosa de coracoes, eh uma delicia: cafe, suco, torrada com nutella e cereais. Tudo bem gostoso. Jah a janta eh bem temperada e apimentada. Mas de fomo eu nao morro, afinal, encontrei chocolates KitKat por 99 pence. :D
Na verdade, soh tomo cafe, janto e durmo na casa, jah que passamos o resto do dia correndo rua. Chegamos aqui em Brighton no domingo e de noite fomos andar pela beira da praia. Em um momento de distracao, passou um carro e um FDP jogou uma bexiga de agua em nos. Para voces verem que idiotas existem ate mesmo na Europa. Segunda feira fizemos a prova de nivelamento no colegio e saimos para um tour pela cidade, com os guias Will-relaxado-cover-de-Robert-Pattinson e Jonh, o albino androgino. Brighton eh, sem sombra de duvida, a cidade mais legal do mundo. Ganha ate de Londres. Aqui voce compra com 16 pouns um vale de onibus que pode usar durante uma semana inteira, por quantas vezes quiser. E passa onibus o tempo todo. E aqui em Brighton tem o Tesco, o melhor mercado do mundo. E as lojas mais legais, com os precos mais legais. Comprei um casaco lindo da Nike por 17 pounds! Ainda pela noite, fomos a um pub, beber diversas pints e pizzas apimentadas. Aqui eles curtem uma pimentinha.
Dai hoje, terca feira, comecaram as aulas lah no colegio. Fiquei no nivel avancado, e tenho colegas da Alemanha, da Austria e ate da Republica Tcheca. De tarde, compras em Brighton, na loja de "tudo por 99 pence". A vida nao poderia estar melhor.

Aguardem os post sobre as coisas nojentas da Inglaterra e sobre como um dia ainda serei atropelada. Beijomeliga. :*

11 de jul de 2009

a saga do intercambio - primeira parte

Escrevo de Londres, porque a partir de agora comecarei tudo escrevendo assim. Escrevo de Londres e fui a padaria. Escrevo de Londres para te desejar um feliz aniversario. Eh chique. Bom, pois eh. Estou escrevendo diretamente de Londres, em um teclado sem acentos, o que me me deixa frustrada, para relatar minhas intensas aventuras nesse intercambio que estou fazendo (e deixar amigos e familiares mais aliviados por estar dando noticias). Sobre o aviao, prefiro nao me deter muito nesse assunto. O voo de 12 horas ate a Holanda foi traumatizante, nao por turbulencias ou por eu ter descoberto logo antes de partir que KLM eh da mesma companhia que a Air France, mas por causa das comidinhas do bordo. Jeeeesuis, o que eh aquilo? Um pure que nao era pure, uma carne dura, cafe ruim... Me da dor so em pensar que vou ter que voltar e passar por tudo isso de novo... Se bem que tem umas tevezinhas bem legais no aviao, e assisti varios filmes, alem de ter escutado a discografia completa do Michael Jackson, haiehia.
E Londres. Londres eh a cidade mais legal do mundo! As criancinahs no metro falando em ingles! Eu nao consigo nao olhar para elas. E tu encontra gente de todos os tipos. Cabelos azuis, roupas estilosas, falando linguas que tu nem imaginava que existiam, usando burcas e acessorios. Aqui eh um lugar bem cabeca aberta. Mas as londrinas se vestem mal. Parecem que pegaram tudo e misturaram sem criterio nenhum. Bom para nos, brasileiras, hehehe. Por falar em brasileiros, eles dominaram a Inglaterra! Serio, ontem falei com brasileiros no restaurante, na GAP, no metro e no onibus! E muitos deles inclusive me ajudaram a encontrar o caminho certo pra casa. As vezes eh bom escutar alguem falando a tua lingua nesse sopao cultural que eh Londres.
E por falar em cultura... Parece que todo mundo por aqui quer ser artista. No metro e pelas pracas, varios artistas de rua cantam/dancam/fazem contorsionismo/whatever e ganham altos pences e pounds por isso. Ahh, se eu tivesse talento...
E os supermercados... Eu gosto de dizer "vamos ali no mercadinho", quando na verdade estamos indo no Tesco, que eh enorme. E os precos la sao bem legais, tem coisa ate bem mais barata que no Brasil. Tem hidratante da Jonhson por 99 pence. Reflita e me diga quando custa um desses no Brasil? Eh, pois eh. E tambem tem Doritos de varios sabores, em pacotes enormes e custando tipo 1 pound!
E os colegas aqui do intercambio sao todos uns amores. Acho bom eu botar isso, senao vou arranjar briga e acabar com a paz e harmonia da nossa republica. :D A republica, alias, se encerra hoje. Hoje iremos para Brighton e conheceremos nossas familias. Que medinho!

Amores, nao sei quando voltarei a postar com milhares de novidades, mas acompanhe o meu Orkut, la tem uma porcao de fotos legais, inclusive uma minha fazendo pose de deusa ao lado do guardinha sexy britanico. Beeeijos, e eu voltarei.

7 de jul de 2009

dois asteriscos enormes sobre grey's anatomy e intercâmbio

Esse post se dividirá em dois assuntos muito, muito importantes. Um deles é o episódio final da temporada de Grey's Anatomy. O outro é o intercâmbio que farei amanhã (!!) para a Inglaterra.
* Jeeeeezuis. Vocês olham Grey's Anatomy? Se não olham, dou vários bons motivos para olharem: Dr. Sheperd, Dr. Hunt e Dr. Sloan. E os três juntos. Ok, a trama toda é muito boa também, e vale a pena acompanhar. E na última segunda-feira, dia 6, passou aqui no Brasil o último episódio da atual temporada. Se você está esperando para ver a reprise no domingo, pare de ler bem aqui. Resolveu continuar? Tudo bem. E o último episódio, minha nossa, valeu por todos aqueles episódios meio xoxos em que as alucinações da Izzie insistiam em aparecer. O final teve cenas dramáticas, engraçadas e discussões, muitas discussões.
Sloan convida a pequena Grey para morar com ele e ela diz que prefere esperar mais um pouco. Sloan se indigna, pois geralmente é ele que diz isso para as mulheres. George se alista no exército e todos estão tão preocupados em achá-lo e fazê-lo mudar de ideia que nem se dão conta de que ele é o paciente misterioso e deformado que foi arrastado por um ônibus depois de salvar uma mocinha indefesa. E justo na cena que a Grey está prestes a descobrir que é ele, começou a chover e minha Sky saiu do ar! Sério. Minha mãe rindo e eu lá, indignada. Pouco depois a imagem voltou, mas é claro que A CENA mais esperada eu não vi.
E a Izzie, depois de muitas brigas e indecisões, acaba decidindo operar o tumor, em vez de fazer o tratamento daquela outra doutora agressiva que eu não sei o nome. Daí, tudo certo, ela acorda depois da cirurgia e tudo bem. Pergunta pro Sheperd se ele tirou o tumor, fica contente. Daqui a pouco, torna a perguntar a mesma coisa. E de novo. Ops, problemas por aí. O Alex fica enlouquecido e fica forçando ela a lembrar coisas que ela logo esquece. Daí, quando ela lembra de alguma coisa e o Alex está abraçando ela e dizendo "Você voltou!", ela tem uma parada cardíaca. A cena fica tensa, já que a Isobel havia assinado um papel que não autorizada a ressussitação. Minha mãe ficou assustada e eu logo disse "Não se apavore, mãe, li nos spoilers que o Chief vai autorizar eles a tentarem reanimar ela". "Ufa" disse ela, e continuamos a assistir. Nisso trocou a cena. Grey entra correndo e diz para todos, gritando, que o cara desconhecido e deformado era o George, que também parecia estar tendo um ataque. Dr. Hunt, Dr. Sheperd e alguns outros correm para lá, Chief, Miranda, Cristina e outros são bipados e correm para a Izzie.
Aí começa a emoção. Começa a tocar Off I Go, de Greg Laswell, que é linda. a voz da Grey começa a dizer "'I love you. I don't ever want to live without you. You changed my life.' Did you say it? Make a plan. Set a goal. Work toward it, but every now and then, look around; Drink it in 'cause this is it." Izzie começa a levar diversos "clears" no coração. Mostra George, sendo cortado e tudo também. Mostra os sinais vitais deles, subindo e descendo. Corta rápido de um pro outro. Daí vem o arrepio. Aparece Izzie, com o vestido de baile daquele episódio que o Denny morreu. Ela entra num elevador. À certa altura, o elevador pára, as portas abrem e lá está George, de cabeça raspada e uniforme de exército. Eles se olham, com uns sorrisos de Monalisa. Daí mostra a tela dos sinais da Izzy, parados. Tipo, morreu? O Chief dá mais um clear nela, a voz da Grey diz "It might all be gone tomorrow". E aí acaba! Assim, sem mais nem menos, abrindo tudo para milhares de interpretações, que ficarão para um próximo asterisco enorme sobre Grey's Anatomy. E veja aqui os momentos finais, inclusive com a cena que eu perdi quando começou a chover.
* Intercâmbio? Será que você leu direito? Siiiim, você não é cegueta como eu, você leu isso mesmo. Porque, tchantchantchantchan, queridos e queridas, eu viajo para a Inglaterra amanhã! Passarei um alegre mês na cidade de Brighton, ao lado de um grupo de 21 pessoas da minha faculdade ou arredores. E Brighton é praia, e lá em England é verão. Sentiu o perigo? hahaha Ficaremos em casas de família, teremos aula pelas manhãs e tardes e findis livres. E sabe o que isso significa? PQP, CARA, EU VOU PRA LONDRES! Tenho certeza de que chorarei feito um bebê no momento que chegar lá. Depois manterei a pose, é claro. E poooor falar em pose, agora sim a pose de deusa se disseminará pelo mundo. Yes, I can tirar foto fazendo pose do lado do boneco de cera do Michael Jackson, ou do incrivelmente sexy guarda britânico que não se mexe (embora não seja de cera). E vou entrar em cada porta que tiver aberta, do mercadinho à barbearia (ou não). E vou tomar cervejas quentes inglesas e frequentar pubs. E vou ver o Big Ben, os museus que são com entrada grátis, as feirinhas de Candem Town, as Jóias da Coroa, os príncipes e a Rainha... Talvez eu não veja os príncipes e a Rainha, mas com certeza verei muitas coisas. À medida do possível, postarei aqui novidades, fotos e tudo mais.
Ah, sim, quase esqueço. No meu aniversário (20 de julho e dia do amigo), estarei distante, lá na Europa. Vocês podem enviar presentes e cartões para minha residência no Brasil, que minha mãe tomará os devidos cuidados com eles.
Me desejem boa viagem, caras! E boa sorte com o avião, a imigração e todas as paradas sinistras que tenho que fazer antes de tocar os pés no solo de um país de primeiro mundo. Eu volto em breve!