23 de set de 2014

Rabiscos no braço: sobre minha tatuagem de Harry Potter

Você está lendo aquele que é, possivelmente, um dos posts mais pedidos dos últimos tempos aqui do Blogando com Nicole. Um post que eu já estou devendo faz um tempão, na realidade. É como aquela frase que eu ouvi quando criança e nunca esqueci: “devo, não nego. Pago quando puder.” Chegou a hora de pagar. :P

Láaaa no começo de 2013, quando eu me formei em jornalismo, minha mãe me deu um presente mais do que especial:

- Eu pago a tua próxima tatuagem. Pode marcar – ela disse. 

Duvido que a mãe de vocês já tenha feito isso. A minha fez. 

Mas naquele momento eu não tinha na cabeça exatamente o que eu queria tatuar, apesar de mil ideias estarem sempre pipocando. Precisava de algo que batesse lá no fundo, que fizesse eu falar É ISSO QUE VOU RISCAR NA PELE PRA SEMPRE. Então a inspiração surgiu – e não foi apenas uma não. Resolvi fazer, em uma só vez, três tatuagens. Porque sim, porque é mais barato, porque eu faria curativos no mesmo período, porque a função seria toda em um dia só enfim. Não é a primeira vez que eu faço mais que uma tatuagem no mesmo dia, eu gosto disso. 

Vou fazer posts separados para cada tatuagem, porque todas elas têm histórias bem bacanas. Começamos, então, pela tatuagem do braço. Que lugar maravilhoso para se tatuar, minha gente! Não doi nada! Sério, super tranquilo mesmo. Level easy. E o que eu tatuei? Uma magia de Harry Potter. 

SIM, tenho 25 anos e fiz uma tatuagem de Harry Potter. Porque foi o livro que cresceu comigo e me fez imaginar mundos que só são possíveis na minha cabeça. Me fez rir, chorar e esperar ansiosamente para ter mais e mais páginas para ler. Ensinou sobre força e amizade, além de mostrar que todas as pessoas são boas em alguma coisa. Como não riscar algo tão especial na pele?

Escolhi tatuar “Protego Totalum”: cria uma proteção permanente no alvo enfeitiçado e só é desfeito quando quem o lançou o reverte. Fiz logo abaixo da dobra do braço direito, porque acho o lugar bonito para frases curtas. A fonte eu escolhi na hora, gostei bastante dos riscos da letra T. 





Na realidade eu fiquei dividida entre MIL citações do livro, feitiços, até o raiozinho ou o pomo de ouro. Mas foi só ver a que eu tatuei, junto com o significado, para saber imediatamente que a decisão já estava tomada.

Antes que venham as perguntas de praxe... Fiz essas tatuagens na Tattoo Arte, em Novo Hamburgo, com o Matheus Sacom (que faz um trabalho incrível com tatuagens aquarela, que estou desejando, já). A sessão foi demorada, mais de duas horas, por isso paguei por volta de 500 reais. Algumas pessoas podem achar caro, mas tatuagem não é brincadeira, é um investimento onde tudo conta: os materiais, o traço, a higiene, etc. Não dá pra vacilar. Como era o presente de formatura, minha mãe me deu uma parte e eu completei o restante (até porque ela me deu uma tatuagem e não três, né). 

Em breve falo das outras duas: a âncora no pé e a ilustração na costela! Beijo! 

2 comentários:

  1. Ok, desde que me mudei pros Estados Unidos me bateu uma vontade louca de fazer uma tatuagem, coisa que no Brasil nunca passou pela minha cabeça e que se meu pai sonha acho que ele me deserda (égua, exagerada), e eu tava mesmo pensando em fazer no braço, se não doer tanto acho que até encaro (sou meio medrosa). Ficou linda sua tatoo, Nic! :)

    ResponderExcluir
  2. Já vi várias tatuagens sobre HP, mas nunca com este feitiço. Achei um máximo! Muito criativo. :D

    O traço da fonte ficou lindo mesmo!

    Um beijo,

    Algumas Observações
    Nosso Clube do Livro
    Teoria, Prática e Aprendizado

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?