17 de mar de 2013

a síndrome da gulodice noturna



Não sei se esse nome existe de verdade, mas se adapta à minha vida. Descobri que sofro de “síndrome da gulodice noturna”. Ou talvez “fome absurda depois de umas horas de trago”. Essa síndrome se manifesta depois de uma balada bem pegada, ou de uma festinha open bar, como foi o caso de ontem à noite. Eu volto pra casa depois de umas horas de entretenimento saudável (ou nem tanto) e percebo que estou com muita fome e poderia comer simplesmente qualquer coisa disponível. E às vezes eu nem tenho fome de verdade. E às vezes as coisas que eu quero comer não são exatamente fáceis. Minha mãe já acordou de manhã e encontrou panelas sujas pela cozinha. Panelas. O que quer dizer que eu cozinhei alguma coisa em alguma altura da madrugada, embora não lembre muito bem.

O que é mais frustrante é que eu vivo de dieta. A semana inteira eu controlo, como peitinho de frango, salada, aquela coisa toda. E daí no final de semana eu simplesmente cago tudo, com um pensamento embriagado de que “as coisas que eu como de madrugada não têm calorias e, portanto, não vão correr direto para os meus quadris”.

E daí toda segunda-feira eu resolvo que “agora é pra valer, vou ser magra, hora de trocar meu almoço por um shake”, enquanto tenho certeza que no próximo sábado eu vou comer nuggets e miojo com requeijão às 4 da manhã. SAD.

Ah, e não é só isso. A síndrome também envolve comer McDonalds na madrugada. E olho que assim, à luz do dia, eu nem sou muito fã da comida do palhaço Ronald. Só se a surpresa do Mc Lanche Feliz for muito bacana.

Minhas amigas curtem comer cachorro-quente de carrocinha ou churrasquinhos de tios queridos no momento existente entre sair da festa e esperar o táxi, mas eu me faço de difícil e espero com carinho o momento de abrir a geladeira e descobrir o mundo de possibilidades existente lá.

Mais alguém sofre disso ou eu estou sozinha num mundo ilusório de comidas trash em horários estranhos?


2 comentários:

  1. Oi, Nicole!

    Aqui estou eu para declarar que também sou parte do clube "larica da madrugada" hauahuaauha Me identifiquei demais quando você falou sobre chegar da balada e inventar comidas e deixar rastros pela cozinha! E olha que eu também só ando de dieta ein...

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Isso acontece comigo todo o tempo, não posso ficar muito tempo em casa, porque senão viro uma bola e começo a quicar. Beijo

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?