27 de dez de 2012

para finalizar esse ano


A vida não é um potinho cheio de surpresas: é um balde cheio de uma mistura boa e ruim, uma combinação agridoce que transforma a nossa realidade naquilo que ela é.

Nos últimos dias de 2012, fazendo aquela já tradicional retrospectiva, me dei conta que o conjunto dos últimos trezentos e sessenta e poucos dias não foi o mais marcante de todos os que já passaram. Quem acompanha o blog sabe do turbilhão de coisas que eu passei e tal... Fechar ciclos nunca é uma coisa fácil. Às vezes o percurso até o encerramento é árduo, em outras vezes a dor chega depois que aquilo se completa. Eu fechei ciclos em muitos aspectos – e aprendi muito com cada um deles.

Talvez aprendizado seja a palavra que defina esse meu 2012 que passou. Eu aprendi que existem coisas que, depois de quebradas, não se consertam mais – por mais que a gente insista e insista e insista. Aprendi também sobre a frustração. Ela surge a partir das expectativas – que nada mais são do que coisas que a nossa cabeça inventa. Aprendi que as coisas que a gente sonha precisam sair do mundo da fantasia. Aprendi que o mundo real é dolorido e triste, mas que a gente precisa saber lidar com a adversidade.

Em 2012 eu conheci boas pessoas, ao mesmo tempo em que descobri uma pobreza de espírito em outras que eu jamais teria imaginado. Foi o ano de me aproximar das pessoas que valem à pena e me afastar à francesa de todos aqueles que não merecem a minha companhia.

Em 2012 eu comecei a fazer terapia. Descobri que tenho muita coisa em mim que precisa ser melhorada – então aguardem uma MEGA Nicole para 2013...

Em 2012 eu terminei um namoro que estava fadado ao fracasso e comecei a pensar melhor sobre relacionamentos e futuro. Percebi que existe só uma pessoa no mundo que eu quero deixar feliz: eu mesma, ora bolas. Primeiro eu, plenamente completa, do jeito que precisa ser. Depois abro uma portinha para alguma companhia que queira embarcar nessa louca viagem comigo.

Em 2012 eu comecei e terminei meu TCC, apresentei a banca e fui lindamente aprovada. Tirei fotos de toga, fiz planos e em janeiro terei uma linda festa de formatura. Impossível não sentir uma pontada de orgulho.

Acho que esse 2012 foi o ano em que despi a capa do mundo encantado e percebi que a vida de adulto não é tão fantasiosa assim. Que é preciso arregaçar as mangas MESMO e fazer acontecer. Colocar no papel e somar esforços para chegar lá.

Para 2013 quero suor, sorte e amor. Eu volto no dia 03. ;D

“Senhor, concedei-nos a serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar; a coragem para modificar aquelas que podemos; e a sabedoria para distinguirmos umas das outras.”

Um comentário:

  1. Oi Nicole!
    Vi o vídeo da entrega do tcc lá no facebook e achei divertidíssimo! (Até dei um "curti" lá!)

    Sobre a sua retrospectiva, ela foi bem parecida com o que venho pensando do meu ano... Perder/ou se deixar perder de algumas é muitas vezes doloroso, mas tenho aprendido que é necessário. ;)

    E... adoraria fazer terapia tbm! Sempre ouvi dizer que é ótimo!

    Um beijo e Feliz Ano Novo!


    http://algumasobservacoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?