8 de jan de 2015

Hostel Suites Florida: opção barata e bacana em Buenos Aires

Onde ficar em Buenos Aires? Ou melhor, onde ficar em Buenos Aires sem gastar todas as suas economias, mas com um tanto de conforto + a possibilidade de conhecer gente do mundo inteiro? Minha sugestão: o hostel Suites, onde me hospedei recentemente.

Na viagem que fiz para a Argentina em julho de 2013, fiquei no hotel D’Artist, no bairro Centro. O quarto triplo era top: camas confortáveis, calefação, ar condicionado, televisão, frigobar, banheira, torneiras de água quente, aqueles shampoos em miniatura que todo mundo adora levar pra casa, etc. O café da manhã era de novela – com croissants e sucos mil -, o atendimento era impecável e o lugar era mega cheiroso (eu reparo nessas coisas). No entanto, gastei muitas Dilmas (ou Cristinas) nessa brincadeira. Se você está disposto a gastar um pouco mais, recomendo o lugar sem sombra de dúvida. Agora, se a ideia é gastar menos com hospedagem e mais com alfajores, tem um lugarzinho especial para você conhecer.

O pacote de viagem que fiz agora em dezembro/janeiro, contava com transporte e hospedagem em hostel. Como um nunca havia ficado em um, tinha uma imagem um tanto quanto deturpada desses locais – quartos abarrotados de pessoas do mal, meus pertences à mercê do entra e sai de gente, um único banheiro para 80 pessoas... Ok, pode até ser que alguns hostels sejam assim mesmo – e deles eu prefiro tomar distância, mas o Suites não tem nada disso.

Hostel Suites é uma rede que com conta com acomodações em diferentes lugares: HS Mendonza, HS Obelisco, HS Palermo e HS Florida. Fiquei nesse último e posso dizer que foi uma experiência e tanto. O prédio fica praticamente na esquina da avenida Corrientes com a famosa calle Florida – dois pontos movimentados e cheeeeios de comércio, perto de praticamente tudo!

São 10 andares e cada um deles tem um tema. Fiquei no 9º andar, que trazia a Mafalda ilustrando as paredes (tem como não amar?). Os outros andares traziam Maradona, Carlos Gardel e Che Guevara, por exemplo. O quarto em que fiquei tinha espaço para 6 pessoas – 3 beliches -, ar condicionado, 6 lockers (armários que você pode fechar com cadeado, que tem espaço para duas malas grandes!), várias tomadas e banheiro privativo. Isso mesmo, um hostel que tem um banheiro por quarto. Achou pouco? Pois a diária ainda trazia um café da manhã bem gostoso, com pães quentinhos, dulce de leche, suco, cereais, iogurte e tudo o mais.

Além disso, toda tarde há uma lista na recepção, e se você chegar a tempo pode colocar seu nome e faturar uma jantinha grátis! Em um dos dias eu peguei o “ticket janta” e comi um pratinho de macarrão com molho bem honesto, hein? Nas paredes da recepção há um calendário semanal com diferentes passeios e programações, de visitas à Tigre até pub crawl por Palermo, para todos os gostos. Também há uma cozinha comunitária, wi-fi em todos os quartos e computadores disponíveis para o uso do pessoal. É tanta coisa legal – e olha que eu nem estou sendo paga pra fazer essa propaganda toda haha.

Como nem tudo são flores, tem uma coisinha que devo alertar vocês: os elevadores às vezes não funcionam. Não foi nem uma nem duas vezes que tive que subir de escadas até o nono andar... E fiquei PRESA no elevador duas vezes, uma por excesso de pessoas dentro :( e outra porque faltou luz. O fato é que são dois elevadores para um prédio de 10 andares. Dá para imaginar a quantidade de viagens que eles fazem durante o dia. Enfim. 

O clima por lá é pura descontração e agito, por isso acredito que ele é mais recomendado para quem está viajando sozinho ou com amigos - mas não acho que uma família inteira não poderia aproveitar também, hein?

Com as amigas do Rio Grande do Sul e novos amigos de São Paulo, na recepção do Hostel Suites Florida


Adorei ficar em um hostel. A possibilidade de conhecer pessoas novas é muito, muito grande. Nos 6 dias que estive em Buenos Aires, tive a felicidade de fazer amizade com gente muito bacana de São Paulo, do Espírito Santo e da própria Argentina. A quantidade de brasileiros que havia por lá era bem grande, o que tornava as coisas muito mais divertidas. Em questão de poucas horas, já éramos melhores amigos uns dos outros – estar longe do país faz isso.

VÁ SE: você quer gastar pouco, se divertir muito e não se importa com privacidade (dividir um quarto com mais 5 pessoas pode não ser fácil para alguns).

NÃO VÁ SE: você gosta de silêncio, quer um lugar muito confortável e com serviço de quarto.

Well, depois me conta como foi! E se você tem alguma história ou dica de hostel pra contar, deixa aqui nos comentários!

Hostel Suites Florida:
Localização: nota 10
Custo-benefício: nota 10
Atendimento: nota 9
Acomodação: nota 9
Voltaria lá? SIM!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro comentários! Vamos conversar?