19 de ago de 2013

comprei uma balança




Eu costumava ser uma pessoa do tipo “como tudo o que tenho vontade e não engordo”. Mas a idade me pegou e eu comecei a sentir de verdade a força (e a vingança) do universo sobre mim. Agora, todos os meus excessos vão parar direto nos quadris. 

Porém, sempre rolou uma hipocrisia. Ainda que eu comesse tudo o que eu tinha vontade, sempre fui a rainha das dietas. Ou, melhor dizendo, a rainha das neuroses. Almoço friamente calculado, calorias do lanche somadas uma a uma, copos e mais copos de água para manter tudo funcionando. Daí chegava em casa e cozinhava massa com molho de requeijão. Cadê coerência? 

E assim eu ia, feliz e contente. Até que semana passada eu subi na balança e o ponteiro girou tanto quanto um ventilador. Mentira: a balança era digital. Mas ainda assim, aquele peso todo nunca havia estado no meu corpo. Chegou a hora de mudar.

Além de voltar a ir religiosamente na academia e cuidar de verdade tudo o que vai parar no meu prato - no meu garfo e nos meus quadris-, minha neurose pelo peso ideal ganhou um upgrade: sábado eu comprei minha própria balança. E todo mundo que ficou sabendo da novidade disse a mesma coisa “dã, tu pode se pesar de graça em qualquer farmácia! Que idiota!”. Olha, queridinhos. Primeiro que eu gasto meu dinheiro com o que eu quiser, já que ninguém trabalha por mim e muito menos paga minhas contas (TPM rolando solta). Segundo que não seria bem visto socialmente eu me pesar pelada em uma farmácia. Pois é.

Agora minha diversão é me pesar o tempo todo, obviamente. Com tênis, sem tênis, antes e depois do banho, antes e depois do xixi, pelada e com roupa, de pijama e com roupa para ir trabalhar. Obviamente que minha família também ganhou esse novo brinquedo – e me dá medo de que um dia haja congestionamento na hora de se pesar.

Mas tirando essa parte de “balança é quase um parque de diversões”, vejo esse investimento como uma maneira bacana de me controlar de verdade para atingir minha meta. Vou conseguir enxergar quando estou em uma fase crítica e quando posso comer uma fatia de torta de limão sem medo. Vou conseguir entender melhor meu peso, meu corpo, minhas fases.

Se rolarem mais peripécias com a balança eu conto por aqui. Ah, caso alguém queira saber, ela é da Cadence e custou umas 50 Dilmas. Comprei na Benoit. ;)

Um comentário:

  1. Confesso que cheguei em um ponto da vida que tenho medo da balança. Mesmo não tendo atingido os 60 quilos ainda, tenho saudades de quando pesava 49 :~

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?