9 de jan de 2012

minhas férias 3: praias bonitas, mar e sungas

Apesar das chuvas noturnas e da falta de conforto que um camping pode trazer para aqueles mais despreparados (por exemplo, meus amigos e eu), não posso dizer que minha semana de férias não foi boa. Muito pelo contrário: me diverti horrores, tomei bons drinks, ri muito com a galera, conheci lugares lindos. E é eles que eu vou mostrar hoje.

Como vocês sabem, eu fui pra Santa Catarina. Eu amo o meu Rio Grande do Sul, mas preciso admitir: as praias de Santa são muito melhores. A água do mar, por incrível que pareça, é muito mais limpinha – ou pelo menos aparenta ser. O mar de Tramandaí (praia onde fiquei ano passado), dependendo o dia, parece um Toddynho! E eu já não sou muito fã de entrar no mar. Acho meio uó que as pessoas fazem de tudo lá dentro – e xixi é a coisa menos pior que pode acontecer, hein? – e morro de medo de criaturas marinhas. Peixes, água-vida, aqueles bichinhos que se escondem na areia (tatuíra?), etc. mas lá em SC foi diferente. A água é bem azulzinha e transparente. E sim, eu entrei no mar, mergulhei, nadei, aquela coisa toda. Foi bom.

Conheci Garopaba, Vigia, Praia do Rosa, Praia Vermelha, praia sei lá o que, praia sei lá o nome... Enfim, um monte de lugares legais, com águas e areias e pessoas e paisagens do caralho. Deu pra pegar um bronze, ler, dar umas cochiladas, dar umas risadas, tomar umas cervejinhas... Mas é claro que nem tudo foi uma maravilha. Afinal de contas, estávamos na praia, reduto de um verdadeiro pesadelo: sungas & homens usando elas.

Eu tenho um problema/preconceito com sungas. Porque sungas são tipo cuequinhas de tecido colante, que MOLHAM. Isso sem falar que as sungas ficam marcando as PARTES ÍNTIMAS dos rapazes! Aquele volume. Aquele formato. Isso é uó, gente, por favor! Qual é o problema com as bermudas? Aqui em RS eu acho meio raro os caras usarem sungas – a não ser os tiozinhos barrigudinhos, as crianças e os caras meio sem noção. Lá em Santa todo mundo usa sunga!

Episódio da vida real: eu e minhas amigas deitadas nas areias da Praia do Rosa. Nisso, avistamos ao longe um grupo de rapazes. Entre todos os elementos componentes do grupo, apenas um usava sunga. E não era uma sunga qualquer: era meio vermelha, estampada. Comentamos entre nós sobre isso. De repente, o cara da sunga meio vermelha começou a andar na nossa direção, seguido por seus amigos (usando bermuda).

Nós: - Ele tá vindo pra cá? Meu Deus, parece que ele tá vindo pra cá. Ai, socorro, acho que ele tá vindo pra cá. Sim, ele tá vindo pra cá! MEUDEUS!1!!11eleven!!!!

O cara da sunga meio vermelha: - Com licença, meninas. Vocês acham que a minha sunga é coisa de veado?

Gabi, a sincera: - Sim.

O cara da sunga meio vermelha: - Vocês acham que a minha sunga queima o filme dos meus amigos?

Gabi, a sincera: - Uhum.

O cara da sunga meio vermelha: - Poxa, acho que vou ter que ir trocar, então. Obrigada!

E eles foram embora.

Enfim. Coloquei aqui algumas fotos das praias bonitas e das minhas amigas e minhas e aquela coisa toda. E no próximo post eu conto da noite de Revéillon para, dessa maneira, encerrar o especial sobre minhas férias. Até a próxima! :)

2 comentários:

  1. Por um mundo sem homens de sunga...


    ...e sem regatas e sem gola V até o umbigo e sem pelos no peito saindo pela gola V e sem...

    ResponderExcluir
  2. hahahahahahahahahaha imaginei a cena do homem de sunga vermelha, que engraçado.
    Em tramandaí o mar é um nojo, realmente, litoral Sul não dá, já fui, não gostei e nem quero voltar. Eu sempre fui pra Torres, e muito raramente o mar estava essas coisas nojentas como são do Sul.

    Beijos

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?