11 de mar de 2012

sobre a minha monografia e como eu ando nervosa por causa dela

Quem me conhece direito (ou que lê meu blog há um tempo considerável) já sabe que eu sou uma pessoa ansiosa – ou, mais precisamente, propensa a estar constantemente nervosa por alguma coisa. Se eu vejo que pela frente tenho algum desafio – ou se às vezes acho que meu futuro parece distante e nebuloso - tendo a ficar realmente neurótica por causa disso, ao mesmo tempo em que faço o que for possível para ficar no controle da situação.

E aqui estou eu para revelar para vocês que, para variar, mais uma vez estou à beira de um ataque de nervos. E tudo isso por causa da tal da MONOGRAFIA, que tem tomado conta do meu tempo livre – e dos meus sonhos (e pesadelos também).

É, caros amigos. Depois de mais anos do que eu gosto de contas, cheguei na reta final da minha graduação de jornalismo. Mas antes de me agarrar no canudo e ir beber tequila com meus amigos, preciso encarar esse negócio chamado de TCC. Que, acabei por descobrir, é um negócio DO MAL.

Você precisa definir um assunto, justificar porque vai estudar ele, ver autores que falam sobre ele – porque a sua palavra não conta nada. Quem é você, afinal de contas, na academia dos pesquisadores? Um ninguém!!!! – levantar hipóteses, e depois desenvolver tudo isso em um trabalho que costuma ter NO MÍNIMO umas 60 páginas.

Daí a primeira coisa é definir o tal do assunto. Quanto à isso, estou tranquila. Vou fazer sobre algo que eu gosto mesmo, e que meio que me vejo inserida: Justin Bieber e uhauheiaheiaheihaeia not. Vou falar sobre, SOEM OS TAMBORES, redes sociais. Ok, vai ter outros focos, revistas femininas vão entrar na dança, mas não quero dar muitos detalhes senão vocês vão dormir. Falar de TCC é tão legal como falar sobre, hmmm, pedra nos rins. Para você, pode até parecer interessante. Para os outros não é.

Ainda estou fazendo a disciplina de mono I, então não preciso escrever todo o TCC ainda, só o projeto dele. Mas é claro que eu já estou obcecada por isso. Já defini meu tema, já tenho professora orientadora e já li vários livros à respeito do assunto – ou seja, já tenho uma base meio que consistente para fazer o trabalho render. Mas, obviamente, eu não consigo ficar tranquila.

Agora eu almoço na frente do computador. Acordo às 6 da manhã para ler livros sobre Internet. Chego da aula depois das 10 da noite e começo a escrever parágrafos do meu problema de pesquisa, para então achar tudo uma merda, apagar e começar a escrever de novo exatamente a mesma coisa. Vou dormir tarde, acordo cedo, num ciclo vicioso que não acaba nunca e parece que só vai acabar sabe-se lá quando. Existe vida depois do TCC? Não é fácil. Acho que eu vou acabar surtando. E eu ainda nem fiz 23 anos! =(

Aos meus leitores, peço compreensão: minha vida acadêmica vem antes do meu blog. Mas prometo, eu disse PROMETO, que mais posts virão.

Enquanto isso, comentem ali que eu vou conseguir e que vocês acreditam no meu potencial. Sério, isso vai me fazer bem.

Um beijo nervoso e até a próxima!

5 comentários:

  1. Nicole, eu sei que agora não é um momento para tratar de assuntos tão sérios, mas porque tu não tem colaboradores aqui no blog?
    Eu também sei que os teus leitores são loooucos por ti e só voltam aqui todos os dias por causa do teu jeitinho único de escrever. Mas sei lá, esse TCC vai tomar muuuito o teu tempo e ter um ou dois colaboradores pra escrever as vezes eu acho que seria tri!
    Pensa nisso, se não para agora, então para o futuro.
    Beijo e soorte nesse TCC querida.

    ResponderExcluir
  2. Tu tem que sobreviver sim depois do término do teu TCC.
    Eu tenho uma vida inteira ainda contigo! :)

    ResponderExcluir
  3. Depois que tu terminar o teu TCC e tomar as tuas tequilas, vai sobreviver sim. hahaha
    Já escreve tão bem aqui, vai conseguir fazer um ótimo trabalho, vai surtar sim, mas faz parte né. TU CONSEGUE NICOLE!
    Beijos cheios de ânimo pra ti.

    ResponderExcluir
  4. Tamos no mesmo barco.

    To aqui, no trabalho, formatando a caceta da Monografia pela enésima vez antes de ir lá à noite, levar pro tio orientador.

    Mas eu to na Monografia mesmo. Essa daí fiz semestre passado e quase matei a professora que toda semana me devolvia com alguma correção a ser feita.

    ResponderExcluir
  5. Aiiiiii Nicole, que agonia! Sou muito nervoso, que nem você, to no terceiro semestre da faculdade e já tô meio ~ tenso ~ com tudo isso, imagina você!
    Força que você consegue, pra alcançar certos objetivos é preciso abrir mão de algumas coisas e se esforçar mais.
    Quanto ao blog: sossega, quando quiser relaxar passa por aqui e joga suas palavras pra gente ler.

    Sucesso! Beijos! E um abraço, que cê tá precisando, môlhéér.

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?