6 de dez de 2012

o churrasquinho



Eu sou uma pessoa que vive de dieta, embora dieta não seja bem o nome certo para meu... lifestyle gastronômico. Eu posso comer só saladinha e frango no almoço, com frutas e iogurte no lanche, mas sou capaz de chegar em casa e comer uma pizza inteira. Além disso, minhas dietas costumam permitir sobremesa, chocolate e, obviamente, a cervejinha clássica dos finais de semana.

As dietas sempre têm nome. É normal eu chegar e dizer “estou de dieta” e alguém perguntar “é? qual é o nome dela dessa vez?”. Geralmente é Dieta da Primavera, Dieta do Dia da Criança, Dieta Zumbi, Dieta Unicórnio. Coisas meio Nicole. 

Apesar disso, estou sempre reclamando de estar gorda. Quando estou magra, estou gorda. E quando estou gorda... dã, estou gorda, né?

Então tenho cuidado bastante minha alimentação. Almoço bem light, lanche meio natureba, janta levinha, etc. Só que ontem. Ai gente, ontem eu enfiei o pé NA MELANCIA. E foi sem classe nenhuma. 

Fui para a universidade conversar com minha professora orientadora. Antes disso, passei na lancheria e peguei um pastel – ok, era assado – de presunto e queijo. Not so bad pra quem costumava se jogar num enrolado de pizza que tem o tamanho de Porto Alegre. ok, comi o pastel, falei com a professora, alegria sem fim.

Então eu saí da universidade e senti aquele cheiro.

Cheiro de churrasquinho daqueles de espetinho.

Cheiro de churrasquinho daqueles de espetinho, que vinha de uma carrocinha ali no outro lado da rua.

Cheiro de churrasquinho daqueles de espetinho, que vinha de uma carrocinha ali no outro lado da rua e que custava apenas 2 reais.

Fiz uma aposta com o universo: se eu tivesse 2 reais EM MOEDAS dentro da carteira, compraria o tal churrasquinho daqueles de espetinho. Senão, ok, foi bom enquanto o pensamento durou e tal.  
O que vocês acham que aconteceu? Um tempinho para responder. E uma fotinho para visualizar o drama.


É, eu tinha os dois reais. E sim, eu comi o churrasquinho. Me sujei toda de farofa, fiquei com carne presa no meio dos dentes, foi uma experiência sexy e cheia de glamour, só que bem ao contrário. E depois, obviamente, me senti uma gorda desgraçada. Só faltou chegar em casa e começar a escrever um livro onde o cara mais foda do mundo se apaixona por mim e opa, acho que esse livro já existe.

Comi pepino e arroz no almoço de hoje. 

Moral da história? O churrasquinho de hoje é o arroz com pepino de amanhã.

4 comentários:

  1. hahahaha, fui semana passada na minha nutricionista, ela falou que até o final de janeiro quer que eu mande embora 7kg. Com as tentações do Natal e Ano Novo acho um pouco difícil, mas vou tentar, né?!!!

    ResponderExcluir
  2. Eeeeee, já não era sem tempo deste TCC acabar...
    hahaha

    ResponderExcluir
  3. Eu não resisto aos churrasquinhos. Delícia!!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. hahahahaha "gorda desgraçada", ai Nicole, tu é demais!
    Pra Daniele de Andrade, logra a nutri e começa a perda dos 7 kg só depois das festividades. hahahahaha... tá, não vamos nos enganar.

    ResponderExcluir

Adoro comentários! Vamos conversar?